Siga o Noticiasdetv.com


 

 

Novela

Vinícius Redd, Pâmela Tomé e Daniel Blanco vão fazer a novela bíblica “Reis”

Matéria publicada em

Vinícius Redd (Foto: Blad Meneghel)

Os atores Vinícius Redd, Pâmela Tomé e Daniel Blanco – que viveram, respectivamente, Cam, Liba e Naor em “Gênesis” acabam de ser escalados para a novela bíblica “Reis” (de Raphael Castro), assinada com a colaboração de Marcos Ferraz, Meuri Luiza e Rodrigo Ribeiro, que vai ao ar na Record TV brevemente.

Sob direção artística de Juan Pablo Pires (“Lia”), a produção também já conta em seu elenco com os atores Caetano O’Maihlan, Dani Gutto, Flávio Galvão e Léo Belmonte, que já andam fazendo provas de caracterização e provas de figurino antes do início formal das leituras e do início das gravações.

Assim como “Gênesis”, a novela bíblica “Reis” vai ter múltiplas histórias com múltiplos elencos: as fases foram batizadas como Reis, Crônicas, Provérbios, Cantares de Salomão, Eclesiastes e Salmos. A diferença é que essa história vai ter menos núcleos e também menos subtramas, de olho no público de séries de streaming.

Tudo começa a partir da transição de juízes para monarcas no governo de Israel, partindo dos juízes Eli e Samuel até chegar aos reis Saul, Davi e Salomão. Eli foi o sumo sacerdote no tempo da juventude do profeta Samuel. Além do sacerdócio, Eli também serviu como um juiz de Israel por quarenta anos (1 Samuel 4:18). A história de Eli na Bíblia ficou marcada não apenas pelo seu contato com o jovem Samuel, mas principalmente pela rebeldia de seus filhos. Eli era descendente de Arão através de Itamar (cf. 1 Samuel 22:20; 1 Reis 2:27; 1 Crônicas 24:3). O grande problema de Eli foi seus filhos. Ele era pai de dois homens incrédulos, Hofni e Finéias. Como Eli já tinha a idade muito avançada, seus filhos passaram a ter cada vez mais responsabilidades no serviço do Tabernáculo. Mas os dois filhos de Eli não tinham qualquer temor a Deus e nem respeito pelo próprio pai. Eles transgrediam a Lei de Deus de muitas maneiras. Eles violavam a regulamentação acerca das ofertas e sacrifícios ao Senhor, e se apropriavam daquilo que era consagrado a Deus (1 Samuel 2:12). Além disso, eles seduziam as mulheres que se ocupavam de forma voluntária de algum serviço relacionado ao funcionamento do Tabernáculo. Em seguida, o profeta avisou que a linhagem sacerdotal em Israel não seria mais contada através de sua casa. Na prática, isso significou que a linhagem sacerdotal passou a ser considerada através da descendência de Eleazar, o outro filho de Arão.

Advertisement