Siga o Noticiasdetv.com


 

 

Série

Cláudia Abreu e Maria Ribeiro apresentam a série original “Desalma”

Matéria publicada em

Maria Ribeiro (Foto: Reprodução)

Uma cidade, duas épocas e uma tradição milenar repleta de mistério. Desalma tem previsão de estreia para março de 2020, mas já está fazendo barulho! Além de uma experiência em realidade virtual na CCXP19, a série original Globoplay ganhou um painel especial com a presença de Cláudia Abreu, Maria Ribeiro, da autora Ana Paula Maia e do diretor artístico Carlos Manga Jr.

No papo, eles contaram mais sobre a produção exclusiva. Confira:

A trama

“É uma história que começa em 1988 e tem uma relação com o crime que ocorre e é solucionado… Mas em 2018, alguns fatos, alguns elementos começam a mostrar que aquilo que a gente achava que estava resolvido, não estava”, contou a autora Ana Paula Maia.

Tudo parte de um drama humano, segundo Manga. No painel, o diretor artístico ressaltou que Desalma não é uma série de terror:

“É um subgênero do terror. O que a gente chama de drama sobrenatural”.

“A não aceitação da perda faz com que o sobrenatural venha à tona”.

Cláudia Abreu também falou sobre a trama e apresentou sua personagem, Ignes, adiantando que é uma mulher solitária, profunda e muito importante.

“É uma série sobretudo de mulheres. Três protagonistas, mães, que lutam pela sua vida e seus filhos”, disse.

Uma dessas mulheres é Giovana, interpretada por Maria Ribeiro. Na trama, a personagem vai morar com as filhas em Brígida, cidade natal do marido que acaba de morrer:

“Ela chega lá e uma série de coisas começa a acontecer. Ela começa a perceber que talvez não conhecesse a história do passado do marido”.

“A série fala também de uma coisa muito bonita, que é o não pertencimento”.

Cassia Kis completa esse trio de protagonistas no papel de Haia, “uma bruxa muito diferente do que a gente conhece popularmente”, segundo Ana Paula Maia.

“Ela é muito desconstruída enquanto bruxa por um lado, e uma mulher muito misteriosa por outro, que tem perdas significativas”, disse.

Reencontro

Enquanto rolava o painel, Cláudia Abreu lembrou que já trabalhou em Barriga de Aluguel com Cassia Kis. Olha só a coincidência:

“Muito incrível trabalhar com a CAssia. A gente se reencontrou agora na maturidade. Nós não tínhamos filhos quando estávamos em Barriga do Aluguel. Depois, eu tive quatro filhos, e ela também. É muito bonito você reencontrar assim. Essa profissão tem essa beleza. Você tem encontros e desencontros. Ela é uma atriz muito incrível!”.

Desalma é uma série original Globoplay, desenvolvida pelos Estúdios Globo, criada e escrita por Ana Paula Maia. O drama sobrenatural tem direção artística de Carlos Manga Jr., e direção de João Paulo Jabur e Pablo Müller.