Siga o Noticiasdetv.com


 

 

Novela

Leandro salva a vida de Alba, Cássia e Merlin na novela “A Dona do Pedaço”

Matéria publicada em

Guilherme Leicam (Foto: Reprodução)

Nos próximos capítulos da novela “A Dona do Pedaço” (de Walcyr Carrasco), exibida pela Rede Globo, Leandro (Guilherme Leicam) salva a vida de Cássia (Mel Maia) e Merlin (Cadu Libonati) de Lauro (Ricardo Monastero), conquistando a confiança da filha de Agno (Malvino Salvador) de uma vez por todas, mesmo gay.

Cássia e Merlin arquitetam um plano para desmascarar Lauro, com a ajuda de Alba (Catarina de Carvalho), Carlito (João Gabriel D’Aleluia) e Priscila (Bianca Previliato). “Ainda acho loucura tudo isso. Pegar um pedófilo?”, arrega Carlito, durante a execução do plano. Carlito conta a verdade para Amadeu (Marcos Palmeira), que, desesperado, liga para Agno. “A Cássia resolveu bancar a detetive?”, se surpreende Agno.

“Não. Pode não dar tempo. A gente pega o cara no flagrante. Senão ele dá uma desculpa e sai. A gente vai junto pro shopping, Agno. Eu seguro”, garante Leandro, pegando seu revólver em uma gaveta e impedindo Agno de chamar a polícia para resolver o caso.

A esta altura, Alba marca um encontro com Lauro, que lhe dá um presente. “Está na casa de uma prima… Você vem comigo até lá?”, pede Lauro, que percebe que Alba está nervosa e pega uma faca que está escondida dentro do bolso da sua calça. “Lembra de mim? Cê já fez o mesmo joguinho comigo…”, se revela Cássia. “Perdeu, cara. Nós vamos chamar a polícia”, ameaça Merlin. “Ridículos”, debocha Lauro, que sai correndo. Depois disso, Merlin agarra Lauro pelo pescoço, leva uma chave de braço e é ameaçado de morte com uma faca no pescoço. Na mesma hora, Agno e Leandro aparecem armados. “Cássia, eu já soube a loucura que você aprontou…”, entrega Agno.

“Eu resolvo. Corre”, avisa Leandro, após ser alertado por Melin da fuga de Lauro para o estacionamento do shopping. “Larga o garoto”, avisa Agno. “Se der mais um passo, ele já era”, ameaça Lauro. “Larga o garoto… Eu nem preciso mirar pra acertar”, dá o ultimato Leandro. Lauro larga Merlin, mas esfaqueia Leandro, que devolve a facada com um tiro. “Leandro! Leandro!”, se desespera Agno.

No hospital, Cássia pede para Agno deixá-la sozinha com Leandro. “Eu queria te falar uma coisa, mas tenho vergonha”, diz Cássia. “Eu também sou todo sem jeito, Cássia”, garante Leandro. “Eu queria dizer que eu fui péssima com você o tempo todo. Até mesmo quando me ajudou, naquela vez da mesada da mamãe, ela me contou. Eu devia ter sido mais grata. Mas fui agressiva com você. Acho que tinha raiva porque meu pai tinha mentido pra mim, mas eu peço desculpas por tudo que eu disse, por ter te tratado tão mal… Eu fico feliz que meu pai tenha encontrado um sujeito legal como você”, admite Cássia.

“Cássia, eu sempre quis ouvir essas palavras”, afirma Agno. “E eu queria, assim que cê tiver bem, é claro, convidar os dois pra jantar em casa comigo, a mamãe, como uma família. Porque agora eu sei, Leandro, cê faz parte da minha família. Cê defendeu meu amigo, defendeu meu pai. Eu já sei de tudo… E família é assim, não é? Um sempre pode contar com o outro. Um defende o outro. Aceita, Leandro?”, pede Cássia. “Aceito, Cássia. Aceito”, responde Leandro.