Danilo Mesquita, Enzo Barone e Pedro Carvalho farão a websérie “Spectros”

Danilo Mesquita (Foto: Reprodução)

A Netflix anunciou hoje (12) o elenco de Spectros, sua nova série original brasileira ambientada no bairro da Liberdade, em São Paulo.

Danilo Mesquita (Segundo Sol, Rock Story, 3%) é o protagonista do seriado, que terá ainda Enzo Barone (A Voz do Silêncio, Amigo de Aluguel) e as estreantes Claudia Okuno, Pedro Carvalho e Mariana Sena.

A série gira em torno de um grupo de cinco adolescentes acidentalmente atraídos para uma realidade sobrenatural que eles não podem compreender e que se conecta ao mesmo local da cidade em 1858. Quando confrontado por eventos cada vez mais bizarros e sombrios, o grupo chega a uma conclusão inevitável: alguém está trazendo a morte de volta e os espíritos querem vingança pelos erros cometidos no passado. Douglas Petrie é produtor executivo e diretor.

Spectros terá oito episódios e o lançamento mundial na Netflix está marcado para 2020.

Já o drama futurístico “Onisciente” chegará à plataforma em 2020 e mostrará um mundo altamente controlado, onde todos são vigiados por um sistema onisciente. Cada cidadão é seguido constantemente por um pequeno e quase imperceptível drone. A máquina alimenta um supercomputador com dados, ao qual ninguém tem acesso. As taxas de criminalidade são quase zero, uma vez que os criminosos sabem com certeza que serão capturados. O Sistema Onisciente parece perfeito até que uma jovem chamada Nina descobre um assassinato, mas o crime não é relatado pelo Sistema. Agora, cabe a ela descobrir o que ele está tentando esconder.

Carla Salle (“Onde Nascem Os Fortes”), Luana Tanaka (“A Garota da Moto”) e Marcello Airoldi (“Deus Salve O Rei”) foram anunciados como protagonistas do projeto. A série tem criação e produção executiva de Pedro Aguilera, que também atuará como roteirista-chefe e showrunner. Tiago Mello lidera a produção executiva em parceria com a equipe da Boutique Filmes. Isabel Valiante e Julia Jordão dirigem os roteiros assinados por Guilherme Freitas, Ludmila Naves, Maria Shu e Thais Fujinaga.