Milton Gonçalves será um dos protagonistas da minissérie “Se Eu Fechar Os Olhos Agora”

 -  - 

 

 


Milton Gonçalves (Foto: Reprodução)

Após viver Cristóvão na novela “Pega Pega” (de Cláudia Souto), Milton Gonçalves – que está reservado para a novela “O Tempo Não Para” (de Mário Teixeira) – será um dos protagonistas da minissérie “Se Eu Fechar Os Olhos Agora”, que estreia em janeiro de 2019 na Rede Globo e no Globo Play.

Na história, seu personagem corresponde ao jornalista investigativo Paulo, que aparece relembrando um acontecimento polêmico do seu passado na última fase da trama, depois de uma passagem de tempo. Durante a infância, o filho de Joel (Paulo Rocha) e irmão de Antônio (Eike Duarte) é interpretado por João Gabriel D’Aleluia.

Ao encontrar Aparecida/Anita (Thainá Duarte) morta em um lago da fictícia cidade de São Miguel (localizada no interior do estado do Rio de Janeiro), junto com seu amigo, Eduardo (Xande Valois), Paulo é responsabilizado pelo crime testemunhado, pois a polícia é pressionada para encerrar o inquérito pela prefeitura do município.

Apesar de serem inocentes, Eduardo e Paulo sequer imaginam que o assassino de Aparecida/Anita é seu irmão caçula, Renato (Enzo Romani). Renato elimina Aparecida/Anita partir do momento em que ela ameaça contar sobre seu caso extraconjugal com Isabel (Débora Falabella) para Adriano (Murilo Benício) e Cecília (Marcela Fetter).

O elenco completo da minissérie “Se Eu Fechar Os Olhos Agora” é formado pelos atores Alexandra Martins, Antônio Fagundes, Antônio Grassi, Betty Faria, Débora Falabella, Eike Duarte, Enzo Romani, Gabriel Braga Nunes, Gabriel Falcão, João Gabriel D’Aleluia, Jonas Bloch, Júlia Svacínna, Lana Rhodes, Leonardo Machado, Lidi Lisboa, Marcela Fetter, Marcos Breda, Marjorie Gerardi, Mariana Ximenes, Martha Nowill, Milton Gonçalves, Murilo Benício, Paulo Rocha, Pierre Baitelli, Renato Borghi, Ruth de Souza, Thainá Duarte, Vitor Thiré e Xande Valois.

Escrita por Ricardo Linhares, a produção conta com a direção geral de André Câmara e Joaquim Carneiro, além da direção artística de Carlos Manga Jr.

bookmark icon