Rômulo Estrela, Marjorie Estiano e Nanda Costa farão a minissérie “A Costureira e o Cangaceiro”

 -  - 

 

 


Os atores Rômulo Estrela, Marjorie Estiano e Nanda Costa começam a rodar, em agosto, o filme de longa-metragem “A Costureira e o Cangaceiro”, escrito por Patrícia Andrade e dirigido por Breno Silveira, que vai ser exibido como minissérie de cinco capítulos na Rede Globo. A história, ambientada em 1930, gira em torno das irmãs Emília e Luzia, que traçam caminhos opostos como costureiras. Enquanto uma se casa e se muda do sertão para a capital de Pernambuco, a outra é obrigada a trabalhar com um grupo de cangaceiros. A produção é da Conspiração Filmes e a distribuição é da Globo Filmes. 

Criadas por uma tia, Sofia, já que são órfãs, Emília e Luzia, que tiveram a mesma educação dentro de casa, possuem personalidades completamente diferentes. Enquanto Emília, que é uma jovem vaidosa, sonha em se casar e levar uma vida confortável em um centro urbano, Luzia, que é uma jovem resignada, não possui nenhuma visão em relação ao seu futuro, no pequeno povoado de Taquaritinga do Norte, em decorrência do trauma de uma pequena deficiência física, que abala sua autoestima. Após a morte repentina de Sofia, as duas são obrigadas a traçar caminhos diferentes em busca de sobrevivência no interior nordestino. 

Quando o cangaceiro Falcão invade o sertão, ele fica obcecado por Luzia e a leva para trabalhar com o seu bando. Com o tempo, ela ganha autoconfiança e, perambulando de um lugar para o outro, se converte em uma famosa cangaceira. Emília, por sua vez, se apaixona por um rapaz rico, chamado Degas, e se casa com ele em um centro urbano, mas o seu sonho de casamento vira um grande pesadelo. É que ela passa a entender que a vida de casada que as pessoas comentam é bem diferente do que acontece na sua convivência diária com o mauricinho.

É proibido copiar, reproduzir e reescrever, integralmente ou parcialmente, o conteúdo do site Notícias de TV, sob pena de ação judicial pelo crime de violação de direito autoral, previsto no código penal brasileiro e na legislação internacional. Os direitos referentes ao conteúdo publicado são integralmente reservados ao site em questão.

comments icon 0 comments
bookmark icon

Write a comment...