Siga o Noticiasdetv.com


 

 

Entrevistas

PEGA PEGA – Marcelo Serrado relembra as vilanias de Malagueta

Matéria publicada em

Marcelo Serrado (Foto: Reprodução)
A investigação da morte de Mirella (Marina Rigueira) toma novos rumos na próxima semana em ‘Pega Pega’. E a reviravolta tem responsável: Malagueta, personagem de Marcelo Serrado, que não mede esforços para tirar Eric (Mateus Solano) e a polícia de sua cola.
Depois de tentar incriminar Cíntia (Bruna Spínola) como a quarta participante no roubo milionário do Carioca Palace, Malagueta tem outra ideia e sua intenção é desviar a atenção do empresário do assalto, já que o dono do cinco estrelas insiste em colocar todos os ladrões na cadeia. Ao perceber que Eric está cada vez mais desconfiado da sua integridade, no capítulo de segunda, dia 4, o ex-concierge do hotel decide plantar na pasta do rival o laudo verdadeiro da perícia sobre o acidente. Para que a polícia encontre os documentos, o comparsa de Maria Pia (Mariana Santos) ainda envia uma denúncia anônima contra Eric para a detetive Antônia (Vanessa Giacomo).
“O Malagueta foi muito importante para mim, ele é divertido. Guardo de recordação dele a risada, lembro muito dela! Da novela, sabe aquele trabalho que você vai gravar feliz? Você vai para o estúdio feliz, quer chegar logo para gravar as cenas e se divertir. Lembro daquele elenco maravilhoso, somos amigos até hoje”, conta Serrado, ao relembrar o clima dos bastidores de ‘Pega Pega’. O ator ainda revela o que tem em comum com seu personagem: “Acho que só o humor dele, sou um cara bem-humorado. Mas Malagueta tem um sarcasmo que eu não tenho. Ele é um cara muito sarcástico, muito pragmático. Sou mais sonhador nesse sentido. Tenho o pragmatismo também, mas o pragmatismo dele eu acho que é levado para um lado ruim”, descreve.
‘Pega Pega’ é escrita por Claudia Souto, com direção artística de Luiz Henrique Rios, direção de Ana Paula Guimarães, Dayse Amaral Dias, Luis Felipe Sá, Noa Bressane, e direção geral de Marcus Figueiredo.
Entrevista com Marcelo Serrado 
Qual a principal lembrança que ficou do Malagueta? E da novela? 
O Malagueta foi muito importante para mim, ele é divertido. Guardo de recordação dele a risada, lembro muito dela! Da novela, sabe aquele trabalho que você vai gravar feliz? Você vai para o estúdio feliz, quer chegar logo para gravar as cenas e se divertir. Lembro daquele elenco maravilhoso, somos amigos até hoje.  
Do trabalho ao lado de Nanda Costa, João Baldasserini e Thiago Martins, o que destacaria? 
O que mais marcou são as lembranças que ficam dos amigos, da parceria que tivemos de trabalho. O clima das gravações era ótimo, bem leve. Temos um grupo ativo até hoje, de todo mundo da novela. Com os ladrões, eu, Nanda Costa, João Baldasserini e Thiago Martins, era o maior o barato! São meus amigos que carrego para a vida toda, estou levando para sempre. Gostei muito de fazer o Malagueta, foi uma experiência incrível e é muito legal poder rever tudo isso.
Como foi a parceria com Mariana Santos e a repercussão do casal MalaPia? 
A MalaPia foi realmente uma surpresa para mim e para a Mariana Santos. A Claudia Souto, a autora, brilhantemente sacou aquela química, e escreveu cada vez mais para a gente. Foi uma surpresa grande, a gente ficou muito feliz com esse sucesso da novela e do casal.
O Marcelo Serrado tem algo em comum com o Malagueta?  
O Malagueta é um cara muito matemático, eu não sou assim, sou muito intuitivo. Acho que só o humor dele, sou um cara bem-humorado. Mas Malagueta tem um sarcasmo que eu não tenho. Ele é um cara muito sarcástico, muito pragmático. Sou mais sonhador nesse sentido. Tenho o pragmatismo também, mas o pragmatismo dele eu acho que é levado para um lado ruim.

Advertisement