Siga o Noticiasdetv.com


 

 

Entrevistas

Entrevista: Juliana Paiva fala sobre participação de Fatinha em “Malhação – Sonhos”

Matéria publicada em

Juliana Paiva (Foto: Reprodução)

‘Malhação Sonhos’ conta com muitas participações especiais ao longo da trama. E uma delas vem da própria ficção: a Fatinha, personagem vivida por Juliana Paiva, na temporada de 2012, mesma edição da qual também fez parte Nando, personagem de Leo Jaime. Dois anos após viver a jovem espevitada, Juliana recebeu o convite para um retorno breve ao projeto, do qual se lembra com muito carinho. “A Fatinha marcou a história dessa produção ‘interminável’, em que a gente vai passando o bastão, mas se sente parte do projeto pra sempre. Foi uma personagem que me fez muito feliz e que foi fundamental para o meu crescimento artístico. Não tive dúvidas quando recebi o convite de reviver essa personagem em ‘Malhação Sonhos’”, relembra a atriz.

Nos capítulos de ‘Malhação’ da próxima semana, grávida de gêmeos, Fatinha vai ao encontro do roqueiro Nando para pedir que ele seja padrinho dos seus filhos. Honrado com o convite e feliz em reencontrá-la, ele aproveita para apresentar a amiga para toda a turma da Ribalta e relembra os tempos do Misturama. Ela coloca o papo em dia e conta por onde andam os amigos dos velhos tempos, a exemplo do seu marido Bruno, personagem de Rodrigo Simas, em 2012.

Enquanto alguns ficam encantados com o jeito expansivo da moça, outros ficam “mordidos” com o sucesso que ela faz. É o caso de Jade (Ana Julia Dorigon), que trata logo de alfinetar a visitante. Mas Fatinha, que não leva desaforo para casa, não perde tempo e coloca a filha de Lucrécia (Helena Fernandes) em seu devido lugar, soltando um “O que você ainda está aprendendo eu já até esqueci” e faz todos rirem. E para mostrar que apesar do barrigão ela ainda tem muita ginga, Fatinha “quebra tudo” no funk, dançando até o chão.

Quem também gosta muito da presença de Fatinha é Mari (Maria Luiza). Por também estar grávida, a garota se mostra curiosa a respeito dos desafios da maternidade e fica impressionada com a energia da recém-chegada.

Escrita por Rosane Svartman e Paulo Halm, ‘Malhação’ tem direção de núcleo de José Alvarenga Jr, direção geral de Luiz Henrique Rios e direção de Marcus Figueiredo e Noa Bressane. Vai ao ar logo após o ‘Vale a Pena Ver de Novo’.

Entrevista com Juliana Paiva

Como foi participar da Malhação, com o mesmo personagem, mas dois anos depois?

Foi uma surpresa trazer a Fatinha de volta, personagem foi muito marcante para mim e teve uma aceitação linda do público. Até hoje recebo muito carinho dos fãs, as pessoas ainda brincam comigo na rua lembrando da personagem. A Fatinha marcou a história dessa produção “interminável”, em que a gente vai passando o bastão, mas se sente parte do projeto pra sempre. Foi uma personagem que me fez muito feliz e que foi fundamental para o meu crescimento artístico. Foi um divisor de águas, com certeza. Então, eu não tive dúvidas quando recebi o convite de reviver essa personagem em ‘Malhação Sonhos’.

Como foi a repercussão na época e como acredita será durante a reprise?

Foi o maior barato, a repercussão foi incrível e o público adorou a surpresa, eles realmente não esperavam. Fatinha é uma personagem que faz falta e marcou uma geração. Durante a pandemia as pessoas têm buscado assistir a projetos antigos. Então, quem não assistiu na época, provavelmente conhece a história e quem já viu, pode matar as saudades. E assim como na época, acredito será bem aceito agora também, até porque a temporada é ótima. E a Fatinha é um personagem que caiu no gosto do público, uma personagem super popular, que dizia, fazia e acontecia, mas que, na verdade, estava vivendo suas primeiras inseguranças de adolescência, mas sempre com alegria e leveza.

Qual é a importância da Fatinha para sua carreira?

Não foi minha primeira experiência na Globo e nem minha primeira novela, mas foi um divisor de águas. Acho que a partir dali o meu trabalho ficou mais reconhecido. Durante as gravações, por exemplo, eu ia na praça de alimentação dos Estúdios no intervalo e outros diretores me cumprimentavam porque estavam assistindo a temporada. Nas ruas foi comoção total, sempre vinha uma galera falar comigo, além de um público ativo nas redes sociais. Então, foi muito intenso, ‘Malhação’ foi um marco não só na minha carreira, mas na minha vida em um tempo que eu fui muito feliz e estava em um momento de glória assim. E acredito que não só eu, mas como os meus parceiros também. A gente tem muita saudade, mas aproveitou tudo que tinha para viver, como diz a música. Fatinha vai estar para sempre em um lugar muito especial do meu coração.

Tem alguma lembrança de bastidor dessa participação?

A lembrança que eu tenho dos bastidores era um carinho muito grande do elenco. Antes de começar a temporada eles fazem uma preparação e nesse curso a minha personagem foi citada porque ela ganhou uma proporção grande. Então, eles tiveram um carinho e acolhimento com o meu retorno e a empolgação deles ajudou a dar uma continuação para personagem. Eu me senti muito à vontade, mesmo não estando com os meus parceiros de cena da época, tudo fluiu muito bem.

Além de ‘Malhação Sonhos’, a partir de segunda você está de volta em ‘Salve-se Quem Puder’. Como está a expectativa com o retorno da novela?

Quando as gravações foram interrompidas em função da pandemia, ninguém poderia imaginar que isso tudo durasse tanto tempo! Retomar os trabalhos, seguindo todos os protocolos de segurança nos Estúdios Globo, foi uma grande realização. Não só pra mim, mas para toda a equipe. Conseguimos finalizar uma novela, mantendo o clima descontraído, e com sequências bem divertidas e cheias de ação. Luna é uma grande personagem e o público poderá rever sua trajetória a partir de segunda. Eu também vou acompanhar tudo só que agora como espectadora. Assim como tive a oportunidade de rever outros trabalhos que foram reprisados durante esta pandemia como ‘Totalmente Demais’ e ‘A Força Do Querer’, que foram marcantes na minha carreira, além de ‘TiTiTi’, que volta no ‘Vale a Pena Ver de Novo’, no dia 29.