Siga o Noticiasdetv.com


 

 

Beleza, Moda e Saúde

Saiba o que é a Síndrome do Pânico de Nanda em “Malhação – Toda Forma de Amar”

Matéria publicada em

Gabriella Mustafá (Foto: Reprodução)

Coração disparado, dificuldade para respirar, garganta seca, tremores, sensação de morte iminente… Esses são alguns dos sintomas que Nanda está enfrentando em Malhação – Toda Forma de Amar. As crises estão deixando a garota cada vez mais apavorada na trama e muitas vezes geram identificação em quem passa por esse tipo de situação na vida real. Gabriella Mustafá bateu um papo com o psiquiatra Jairo Bouer para entender melhor esse momento da personagem.

Gabi começa falando sobre as sensações que Nanda têm experimentado, e pergunta: “O que a gente faz diante de uma crise como essa?” Dr. Jairo explica que sintomas como falta de ar, formigamento nos braços, tontura, vontade de sair do lugar em que está e fugir, etc, são clássicos do que é chamado ataque de pânico ou crise de ansiedade. E quando isso passa a acontecer com muita frequência, chamamos de “síndrome do pânico”.

“E aí o que fazer nesse momento? Na crise aguda, você tem que tentar entender que aquilo vai passar, vai demorar uns 15 a 20 minutinhos, mas vai passar. Você não vai ficar louca, não vai morrer, não vai perder o controle. Tem que tentar respirar de uma maneira um pouco mais calma e aprender a controlar um pouquinho essa ansiedade. Isso se a pessoa tem uma crise ou outra”, explica o médico.

Na ficção, Nanda comenta com Raíssa (Dora de Assis) que as crises começam sem motivo, assim, “do nada”. Porém, Gabriella questiona qual seria o gatilho que dispara os sintomas. O psiquiatra explica que em geral é a pressão que a pessoa sofre, e no caso da personagem, isso tem a ver com as cobranças da mãe para ser artista, cantar e fazer sucesso.

“É muito comum também com os adolescentes que vão por exemplo fazer vestibular ou Enem, e começam a sofrer muita pressão dos pais para se dar bem na prova. Final de ano, trabalho de conclusão de curso na universidade, entrega de currículo, entrevista de emprego… Essas questões pontuais podem sim desencadear alguns ataques de pânico”, ele completa.

As crises de ansiedade de Nanda começaram depois que seu clipe está bombou na internet

Dr. Jairo enfatiza que isso pelo que a personagem está passando é muito sério, pois é o transtorno de ansiedade mais comum e também porque causa muito sofrimento: “Quem tem pânico muitas vezes deixa de sair de casa, deixa de querer fazer qualquer coisa por medo de ter um ataque em público. Não vai ao cinema, ao teatro, não pega ônibus com medo de passar mal, não vai a show com medo de concentração… então a pessoa começa a evitar uma série de situações que ela gosta de fazer”.

A abordagem do tema na Malhação é de suma importância na opinião do médico, uma vez que a dificuldade emocional ou o que chamamos de transtorno mental está muito comum no universo dos jovens. Ele faz um alerta:

“A gente estima que hoje, basicamente, uma em cada três ou quatro meninas vai ter algum tipo de transtorno emocional, transtorno mental na adolescência. Então é muita gente. Principalmente os transtornos de depressão e os transtornos de ansiedade, dentre os quais a síndrome do pânico é uma das mais comuns”.

No capítulo desta terça-feira, 31/12, Nanda vai parar no hospital por causa de uma nova crise. Lígia (Paloma Duarte) é quem vai atendê-la, e aconselha que ela faça terapia. “Terapia?! Nem vem, doutora! Esse negócio de terapia é coisa de gente maluca ou rica. De preferência, gente maluca e rica”, reage a personagem. Mas na verdade não é bem assim. Jairo Bouer afirma que a terapia é um processo de autoconhecimento que tem sua importância no tratamento de casos como o da Nanda:

“Tem uma série de instituições públicas que oferecem terapia gratuitamente, grupos ligados às universidades, no próprio SUS têm centros que oferecem terapia”, diz.

Já a indicação para a síndrome do pânico depende da situação, segundo o médico. Pode ser eficiente em casos ainda iniciais e de poucas crises, porque a pessoa aprende a identificar quando começa o ataque de pânico e a lidar de alguma forma com a ansiedade.

“Mas às vezes, nos casos muito graves, em que a pessoa não tá mais saindo de casa e está deprimida por causa da síndrome do pânico, aí muitas vezes é importante procurar o médico psiquiatra – que também não é médico de louco, é médico para a gente ficar bem – e ele vai passar alguns remedinhos que vão ser tomados por um período de tempo”, ele diz.

Apesar de causar tanto sofrimento, transtornos como o de Nanda têm cura. De acordo com o psiquiatra, na maioria dos casos a pessoa vai passar pela fase aguda, mais crítica, e depois vai ficar bem. É um processo de entender como lidar com a ansiedade, como fazer para não ficar tão mal, tomar a medicação se for preciso, e então a síndrome pode desaparecer.

“Algumas pessoas eventualmente em outras situações de estresse podem voltar a ter um ataque ou outro, mas normalmente elas aprendem a lidar com ele e sabem que ele vai começar, vai durar 10, 15 minutos, e vai passar”, afirma Bouer.

Como agir com alguém que está passando por isso?

Gabriella pergunta a Dr. Jairo como podemos ajudar alguém que apresenta esses sintomas de ansiedade, e ele explica que assim como Raíssa está sendo importante para Nanda, nesses momentos mais críticos os amigos ganham mais importância ainda.

“Que bacana que a Raíssa tava do lado, que teve sensibilidade de perceber que a Nanda não tá bem, e de servir realmente como suporte nessa fase inicial. No comecinho, nessa transição, o suporte de um amigo é superimportante, e pode fazer toda a diferença”.

31
DEZ
Terça-feira
Nanda tem uma crise de pânico e pede para Raíssa levá-la ao hospital. Anjinha reata a amizade com Jaqueline. Filipe diz a Joaquim que ele se afastou de sua família. Lígia recomenda que Nanda se trate com Eliane. Jaqueline aconselha Anjinha a pressionar Cléber. Carla revela a Marco que Cléber e seu irmão estão voltando para o Rio de Janeiro. Anjinha acredita que Cléber não quer mais namorá-la. Filipe pensa em Rita. Rita dá um ultimato em Rui.

Confira o resumo completo do dia e da semana!