Alexandre Nero, Chay Suede e Mariana Lima farão o filme argentino “4X4”

 -  - 

 

 


Alexandre Nero (Foto: Reprodução)

Alexandre Nero (“Onde Nascem Os Fortes”), Chay Suede (“Segundo Sol”) e Mariana Lima (“Assédio”) foram convidados para integrar o elenco do filme de longa-metragem argentino de gênero de thriller “4X4”, que conta com direção geral do cineasta brasileiro João Wainer e do cineasta argentino Mariano Cohn, em formato coprodução.

História: Um jovem de vinte anos ronda um bairro humilde. Ele tem uma arma sob a camiseta. Logo avista uma SUV estacionada. É um veículo do ano, último modelo, com vidros escuros, e chama atenção nessa vizinhança. O jovem força a fechadura e consegue entrar. Vasculha o interior a procura de objetos para roubar. Arranca o multimídia e põe na mochila. Surpreso pela facilidade, procura sair mas descobre que a porta está travada. O jovem passa os próximos minutos tentando escapar, mas não consegue. O carro foi totalmente blindado. O esforço o deixa exausto, ferido de sangue, que mancha o estofamento. O carro é uma jaula invisível: como tem vidros escuros, as pessoas do bairro não conseguem vê-lo e continuam a levar suas vidas normalmente. Elas sequer o escutam, embora o rapaz force a garganta gritando para os transeuntes. O único contato que ele mantem é com um grilo no interior do SUV. No dia seguinte, toca o viva-voz. É o dono do carro, um médico de uns 60 anos. Percebemos que ele é o responsável pelo confinamento e que está no controle da situação. O médico tem histórico traumático relacionado à insegurança. Ele sofreu mais de vinte roubos e por isso se tornou uma espécie de vingador, um cidadão comum em busca de justiça pelas próprias mãos. Só que, desta vez, ele colocou seu carro como isca para pegar o ladrão e puni-lo. A tortura é lenta e sutil. E o médico se estende, prolonga o prazer de ter o ladrão à sua mercê: liga o ar condicionado, o aquecimento, põe o rádio a todo volume durante horas, ele dosa a comida e demole sua humanidade . Enquanto isso, ela conta à ele, com muita calma e sem nenhuma pressa, a sucessão de atos criminosos que sofreu e suas consequências e, finalmente, por que chegou a situação atual. A submissão do jovem atinge um ponto extremo, quase inconsciente pelos severos testes físicos e mentais que foi forçado a fazer. Quando já está à beira da morte, surge o médico, demonstrando atitude completamente relaxada. Um desenlace final épico põe cara a cara os dois personagens e oferece um dilema moral ao espectador.

bookmark icon