#Entrevista: Jacqueline Sato fala sobre papel de designer na série “(Des)Encontros”

 -  - 

 

 


Jacqueline Sato (Foto: Guilherme Raya)

Após quatro anos, “(Des)Encontros”, do Canal Sony, está de volta. Toda segunda-feira, a partir das 21h, a série do diretor Rodrigo Bernardo terá dois episódios. Cada episódio contará a história de um casal em busca de sua alma gêmea (que pode ou não dar certo).

A personagem da atriz Jacqueline Sato se chama Marina e é uma mulher eficiente e que trabalha com Design. É bem descolada, moderna, parece muito bem resolvida. Mas, como todo mundo, tem questões pessoais que precisam ser resolvidas e serão levantadas durante a trama, mostrando também suas fragilidades.

“Estou muito feliz e louca para ver o resultado. Marina é uma Designer, que se dá bem em vários âmbitos da vida, mas no amor, ainda falta. Tem um relacionamento (ou um rolo, depende do ponto de vista), que tem durado tempo demais, mas que tem lá seus bons momentos. Só que, no fundo, ela gostaria de ter alguém especial, parceiro de verdade. Talvez a Marina seja legal até demais com os outros, sabe? Faz muito por tudo e por todos, e aí acaba esquecendo do principal, que é dar mais valor e atenção a si mesma, às suas reais vontades. Ela não aparenta ser insegura, nem ter medos, pelo contrário, é toda descolada. A série é incrível, principalmente do modo como o realismo fantástico é utilizado dentro de (Des)Encontros. É muito divertido. A imaginação, a personalidade e sentimentos dos personagens são, também, revelados através de fantasias muito criativas. E a direção do Rodrigo Bernardo é de muito o cuidado e delicadeza com os atores. Usa técnicas e aquecimentos, que aprendeu em diversos lugares, de uma forma leve e eficaz. Sabe conversar com o Elenco e transmitir de forma clara o que quer e realmente cria um ambiente onde a co-criação é possível de acontecer. E isto é algo muito potente e especial” – conta ela, em declaração para o site Noticiasdetv.com

bookmark icon