Novela “Deus Salve O Rei” toma o lugar de “Anos Incríveis” na Globo

Por causa de “Os Dez Mandamentos” (de Vívian de Oliveira), “Belaventura” (de Gustavo Reiz), “O Rico e Lázaro” (de Paula Richard) e “O Apocalipse” (de Vívian de Oliveira), na Record TV, o diretor do núcleo de dramaturgia da Rede Globo, Silvio de Abreu, suspendeu a pré-produção da novela das sete que estava programada para estrear, na sequência de “Rock Story” (de Maria Helena Nascimento) e “Pega Ladrão” (de Cláudia Souto), em janeiro do ano que vem. Ao invés de “Anos Incríveis” (de Izabel de Oliveira e Paula Amaral), quem entra no ar é “Deus Salve O Rei” (de Daniel Adjafre). 

Com o adiamento de “Anos Incríveis” para o segundo semestre do ano que vem, o único ator que havia sido reservado para o elenco da trama, Tony Ramos, pode ser aproveitado em “Deus Salve O Rei”, que vai ser dirigida por Fabrício Mamberti. Trata-se de um folhetim medieval, que mistura drama e humor, sobre as disputas de território entre dois governadores poderosos e algumas vertentes amorosas que almejam o trono de um reino, com direito aos mesmos conflitos que ocorrem na emissora concorrente. O projeto é inspirado na série “Game of Thrones”, assim como “A Terra Prometida” (de Renato Modesto).

É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo do site Noticiasdetv.com, em qualquer meio, sob pena de ação judicial por crime de violação de direito autoral.