Camila Márdila fará a sua estreia na televisão na minissérie “Justiça”

Graças ao seu sucesso como a personagem Jéssica no filme de longa-metragem “Que Horas Ela Volta?” (de Anna Muylaert), a atriz Camila Márdila agora vai fazer a sua estreia na televisão na próxima minissérie da Rede Globo, “Justiça”, escrita por Manuela Dias, que possui a sua estreia fixada para o dia 22 de agosto, no lugar da novela “Liberdade, Liberdade” (escrita por Mário Teixeira e Márcia Prates), sob a direção geral de Luísa Lima e Walter Carvalho, além da direção artística de José Luiz Villamarim.

O elenco completo da minissérie “Justiça”, que possui exatamente vinte capítulos, é formado pelos atores Adriana Esteves, Ângelo Antônio, Antônio Calloni, Camila Márdila, Cássio Gabus Mendes, Cauã Reymond, Débora Bloch, Drica Moraes, Enrique Diaz, Giovana Echeverría, Igor Angelkorte, Jéssica Ellen, Jesuíta Barbosa, Júlia Dalavia, Leandra Leal, Letícia Braga, Luísa Arraes, Marina Ruy Barbosa, Marjorie Estiano, Priscila Steinman e Vladimir Brichta. Os workshops já começaram e as primeiras gravações externas terão início no dia 6 de maio na cidade de Recife, localizada no estado do Pernambuco.

A atriz Camila Márdila participou dos filmes “Mastigadas: 16N e 16S”, “O Outro Lado do Paraíso Sueli”, “Que Horas Ela Volta?”, “Tudo Bem Quando Acaba Bem” e “Todas as Vidas Cora Coralina”. O novo trabalho dela gira em torno de quatro casais cujas histórias se cruzam na justiça, já que os mesmos se envolvem em um crime que requer resolução. Cada casal vai protagonizar a minissérie em questão em uma semana diferente: isso significa que, ao longo de quatro semanas, vão surgir em cena especificamente oito personagens centrais, além dos seus respectivos coadjuvantes.

A autora-roteirista que assina a minissérie “Justiça”, Manuela Dias, fez a sua estreia como titular na minissérie “Ligações Perigosas” e já prepara a sua primeira novela, chamada provisoriamente pelo nome de “O Mundo Novo”, que ainda precisa ser aprovada pelo diretor do núcleo de dramaturgia da Rede Globo, Sílvio de Abreu.

É proibido copiar, reproduzir e reescrever, integralmente ou parcialmente, o conteúdo do site Notícias de TV, sob pena de ação judicial pelo crime de violação de direito autoral, previsto no código penal brasileiro e na legislação internacional. Os direitos são reservados.

É proibida a reprodução do conteúdo do site Noticiasdetv.com, sob pena de ação judicial por crime de violação de direito autoral, previsto na legislação internacional.