Clara é internada de forma compulsória na novela “O Outro Lado do Paraíso”

Bianca Bin (Foto: Reprodução)

Nos próximos capítulos da novela “O Outro Lado do Paraíso” (de Walcyr Carrasco), Clara (Bianca Bin) é agredida mais uma vez por Gael (Sérgio Guizé) e, por causa da repetição constante da violência doméstica, resolve passar as terras de Josafá (Lima Duarte) para o nome do pequeno Tomaz (Vitor Figueiredo).

Lívia (Grazi Massafera) se oferece para cuidar de Clara, porém, se aproveita da situação para colocar um remédio alucinógeno na bebida da mulher de Gael, com o intuito de fazê-la ter alucinações e ser interditada como portadora de esquizofrenia, pois seu objetivo é criar Tomaz junto com Renato (Rafael Cardoso).

Clara presta queixa na delegacia de Vinícius (Flávio Tolezani) quando Sophia (Marieta Severo) se passa por Gael para ameaçá-la de morte através de uma mensagem de celular. Depois disso, o marido de Lorena (Sandra Corveloni) e padrasto de Laura (Bella Piero) é subornado por Sophia para solicitar uma avaliação psiquiátrica.

Sophia dá um jeito de despachar Gael para um trabalho de avaliação de fazendas no interior do estado do Tocantins, com o objetivo de ninguém descobrir o envolvimento do juiz Gustavo (Luís Melo) e do médico Samuel (Eriberto Leão) no laudo falso de Clara, que autoriza a internação compulsória.

Durante a avaliação psiquiátrica solicitada por Sophia e Vinícius, Samuel obriga Clara a reescrever uma página de um livro, que fala sobre despedida, orientando-a a passar um tempo descansando em um SPA. Com o falso laudo em mãos, Gustavo interdita Clara e autoriza a internação compulsória, uma prática proibida por lei.

Clara só se dá conta da armação de Sophia quando descobre que o SPA é um hospício. Gael fica arrasado com seu sumiço e é consolado por Renato. Nestas alturas, é colocado fogo no bar de Josafá, que é obrigado a pedir para um novo teto para Mercedes (Fernanda Montenegro).