João Vicente de Castro vai se interessar por Nathália Dill na novela “Rock Story”

http://noticiasdetv.com/
http://noticiasdetv.com/

O ator João Vicente de Castro vai interpretar um mulherengo incorrigível na próxima novela das sete da Rede Globo, “Rock Story”, escrita por Maria Helena Nascimento e supervisionada por Ricardo Linhares, que estreia dia 7 de novembro, sob a direção geral de Maria de Médicis e a direção artística de Dennis Carvalho, sucedendo “Haja Coração” (de Daniel Ortiz) e antecedendo “Pega Ladrão” (de Cláudia Souto). O seu personagem, Lázaro, que é empresário dos cantores Guilherme (Vladimir Brichta) e Leonardo (Rafael Vitti), vai se envolver com a produtora Diana (Alinne Moraes) e vai se interessar pela professora de balé Júlia (Nathália Dill).

Na história, Lázaro é melhor amigo de Guilherme desde quando os dois eram adolescentes, mas tanto a parceria profissional quanto a amizade de longa data é rompida quando eles brigam por causa de uma música chamada Sonha Comigo. Durante um show, Guilherme agride Leonardo na frente dos seus fãs e da imprensa, pois o acusa de plágio, sendo que o adolescente, em pronunciamento oficial, alega ter comprado os direitos patrimoniais da canção de um cantor goiano. A ruptura ocorre porque Lázaro coloca em dúvida a veracidade da acusação do melhor amigo: será que ele realmente compôs o hit em Brasília? 

Quando adolescente, Lázaro era apaixonado por Diana, mas não se aproximou em lealdade ao seu melhor amigo, pois Guilherme também gostava dela, com quem acabou se casando. Devido à confusão relacionada com a acusação, Diana trai Guilherme com Leonardo e isso provoca um divórcio nesse casamento. Com o caminho livre, Lázaro faz de tudo para seduzir a amada e consegue arrancá-la dos braços de Leonardo. Mesmo namorando Júlia, Guilherme não se conforma em ver o seu ex-melhor amigo e a sua ex-mulher juntos. De caráter duvidoso, Lázaro também se interessa por Júlia e demosntra que nunca foi leal de fato.

É proibida a reprodução do conteúdo do site Noticiasdetv.com, sob pena de ação judicial por crime de violação de direito autoral, previsto na legislação internacional.