Com Humberto Carrão e Irandhir Santos, filme “Aquarius” vai disputar Palma de Ouro em Cannes

O filme de longa-metragem “Aquarius”, estrelado pelos atores Allan Souza Lima, Carla Ribas, Clarissa Pinheiro, Fernando Teixeira, Germano Melo, Humberto Carrão, Irandhir Santos, Júlia Bernat, Lula Terra, Maeve Jinkings, Pedro Queiroz e Sônia Braga, foi indicado ao Festival Internacional de Cannes, na França, motivo pelo qual vai disputar o troféu Palma de Ouro, que é sempre oferecido ao primeiro colocado do evento. O roteiro – e a direção do projeto – que é o único filme de longa-metragem brasileiro listado junto com “A Moça Que Dançou Com o Diabo” (de João Paulo Miranda), está sob a responsabilidade do cineasta Kleber Mendonça Filho. 

A história do filme de longa-metragem “Aquarius” gira em torno de uma mulher viúva, a jornalista aposentada Clara (Sônia Braga), que possui o poder de viajar no tempo através dos livros empoeirados e dos registros históricos que encontra em sua casa, localizada na cidade de Recife, no estado do Pernambuco. Mãe de três filhos, que já são adultos, Clara é constantemente assediada por construtoras e imobiliárias, que querem a todo custo demolir o prédio antigo onde ela vive para erguer um condomínio de luxo no lugar. Contudo, ela não aceita nenhuma proposta financeira tentadora que recebe por ser seu direito. 

O 69º Festival Internacional de Cannes, juntamente com o troféu Palma de Ouro, vai acontecer entre os dias 11 e 22 de maio em Cannes, na França. Apesar de anualmente ter indicações de projetos brasileiros, a última vez que o evento em questão premiou um filme nacional, através do troféu Palma de Ouro, foi em 1962, com o filme de longa-metragem “O Pagador de Promessas” (de Anselmo Duarte). Já o filme de longa-metragem “Trabalhar Cansa” (de Juliana Rojas e Marco Dutra), por sua vez, chegou ao posto de finalista em 2011. Atualmente, Kleber Mendonça Filho prepara dois novos projetos: os filmes “Bacurau” e “Agente Secreto”.

É proibido copiar, reproduzir e reescrever, integralmente ou parcialmente, o conteúdo do site Notícias de TV, sob pena de ação judicial pelo crime de violação de direito autoral, previsto no código penal brasileiro e na legislação internacional. Os direitos referentes ao conteúdo publicado são integralmente reservados ao site em questão.