João Cortês será irmão de Bruno Gagliasso em “Arigatô Amore Mío”

O ator João Cortês, que é conhecido pelo público como o ruivinho dos comerciais televisivos da operadora telefônica Vivo, vai fazer a sua estreia em novelas após participar da série Os Experientes. Ele possui presença garantida no elenco da próxima novela das seis da Rede Globo, Arigatô Amore Mío, escrita por Walther Negrão, com a colaboração de Júlio Fischer e Suzana Pires, que possui estreia agendada para agosto, sob a direção geral de Marcelo Travesso e a direção artística de Leonardo Nogueira, sucedendo Êta Mundo Bom (de Walcyr Carrasco e Maria Elisa Berredo) e antecedendo Anos Perdidos (de Cláudia Lage).

Na história, que é ambientada na cidade de Angra dos Reis, no litoral do interior do estado do Rio de Janeiro, o ator que quase viveu Mosca na novela Geração Brasil e também vai fazer a terceira temporada da série O Negócio, vai viver o estabanado Giuseppe, um imigrante italiano, irmão do personagem de Bruno Gagliasso. Seus pais serão Júlia Lemmertz e Marcello Novaes. Seus avós serão Aracy Balabanian e Francisco Cuoco. O núcleo é dono de uma padaria no bairro da Mooca, na cidade de São Paulo, mas se muda para o estado do Rio de Janeiro em busca de melhor qualidade de vida, conhecendo, desta forma, um núcleo de imigrantes japoneses.

O elenco da novela Arigatô Amore Mío é formado até o momento pelos atores Adriana Lima, Aracy Balabanian, Bruno Gagliasso, Caco Ciocler, Cláudio Mendes, Dani Suzuki, Déborah Secco, Francisco Cuoco, Geovanna Tominaga, Giovanna Antonelli, Henri Castelli, Jean Pierre Noher, Jesuíta Barbosa, João Cortês, Josie Pessoa, Júlia Lemmertz, Ken Kaneko, Laryssa Dias, Letícia Spiller, Marcello Melo Jr, Marcello Novaes, Miwa Yanagizawa e Vanessa Gerbelli. Depois da sua substituta, Anos Perdidos, será a vez de Amor e Morte (de Rubem Fonseca e Bia Corrêa do Lago) e Além-Mar (de Thereza Falcão e Alessandro Marson).

É proibido reproduzir, reescrever ou copiar, integralmente ou parcialmente, o conteúdo do site Notícias de TV, sob pena de ação judicial pelo crime de violação de direito autoral, previsto no código penal brasileiro. Todos os direitos são reservados.