Os Dez Mandamentos: Uri morrerá renegando o Deus dos hebreus

As próximas pragas do Egito farão mais vítimas nos próximos capítulos da novela bíblica ‘Os Dez Mandamentos’, exibida pela Rede Record, que estão previstos para irem ao ar na segunda quinzena de outubro, encerrando a terceira fase. A mais grave de todas elas será a última, ou seja, a morte dos primogênitos, que é a décima praga. Deus alertará Moisés (Guilherme Winter) que todos os filhos homens mais velhos de cada família irão morrer, sejam eles egípcios ou sejam eles hebreus. O profeta receberá a missão de repassar um recado: sobreviverão aqueles que passarem sangue de cordeiro na porta de casa.

Com isso, a novela bíblica perderá Uri (Rafael Sardão), que se recusará a sair do palácio do Egito, onde está sob a proteção de Ramsés (Sérgio Marone), após Leila (Juliana Didone) abandonar a função de dama de companhia se voltar a ser hebreia, fazendo companhia para Hur (Floriano Peixoto) e Bezalel (Igor Cosso), além da família de escravos. Mesmo com o alerta de que os primogênitos morrerão caso não tenham passando o sangue de cordeiro na porta de casa, Uri renegará o Deus dos hebreus e será morto por ele, devido ao fato de ser primogênito de Hur.

Nestas alturas, alguns egípcios já terão abandonado o palácio e se convertido em israelenses, como é o caso de Simut (Renato Liviera), Peppy (Íttalo Paixão), Chibale (Júlio Oliveira), Gahiji (Fernando Sampaio) e Radina (Aisha Jampo). O embate final de Ramsés e Moisés se dará por conta desta praga, que também matará Amenhotep (José Victor Pires) e outras crianças, além de adultos, de fora do reino, tanto egípcios quanto hebreus, com a exceção de Bak (Matheus Lustosa), Jairo (Erich Pelitz) e Apuki (Heitor Martinez), que passarão o sangue de cordeiro em suas portas e estarão sob a proteção de algumas mulheres hebreias.