Magnífica 70: Mariana Lima e Taumaturgo Ferreira farão segunda temporada

Os atores Mariana Lima e Taumaturgo Ferreira, cujos últimos trabalhos foram, respectivamente, a novela ‘Sete Vidas’, exibida pela Rede Globo em 2015, no papel de Isabel, e a minissérie ”José do Egito’, exibida pela Rede Record em 2012, no papel de Potifar, vão reforçar o elenco da segunda temporada, formada por treze episódios, da série ‘Magnífica 70’, escrita por Carolina Jabor, Cláudio Torres, Leandro Assis e Renato Fagundes, que o canal HBO, da televisão a cabo, exibe a partir do ano de 2016. Os atores formarão um casal na história e os seus personagens ainda não tiveram detalhes divulgados. As gravações começam em outubro.

Até o momento, entre as novidades do elenco da série ‘Magnífica 70’ estão Felipe Abib, Mariana Lima, Tammy di Calafiori e Taumaturgo Ferreira. A história retrata a Boca do Lixo, que ficou famosa pela produção de filmes do gênero de pornochanchada em São Paulo. Na primeira temporada, Vicente (Marcos Winter) foi designado para censurar filmes que iam contra a ditadura militar dos anos 70. Um dos filmes que ele precisa descartar é ‘A Devassa da Estudante’, estrelado por Dora (Simone Spoladore), uma atriz pornô, por quem ele se apaixona. Os dois formam então um triângulo amoroso com o produtor Manolo (Adriano Garib). 

A atriz Mariana Lima iniciou a sua carreira em 1996, na novela ‘O Rei do Gado’. Ela também possui passagens por ‘Sete Vidas’, ‘O Rebu’, ‘Doce de Mãe’, ‘Sessão de Terapia’, ‘O Brado Retumbante’, ‘Cordel Encantado’, ‘Diversão.com’, ‘Pé na Jaca’, ‘Os Normais’, ‘Desejos de Mulher’, ‘Serras Azuis’ e ‘Mulher’. Já o ator Taumaturgo Ferreira iniciou a sua carreira em 1979, na novela ‘Cara a Cara’. Ele também possui passagens por ‘José do Egito’, ‘Ribeirão do Tempo’, ‘A Lei e o Crime’, ‘Os Mutantes – Caminhos do Coração’, ‘Cidadão Brasileiro’, ‘Mandrake’, ‘Celebridade’, ‘A Padroeira’ e ‘O Cravo e a Rosa’, entre outros produtos.

É proibida a reprodução do conteúdo do site Noticiasdetv.com, sob pena de ação judicial por crime de violação de direito autoral, previsto na legislação internacional.