Resumo Semanal: Novela “A Usurpadora” – 17/08/2015 a 21/08/2015

Capítulo 101, segunda-feira, 17 de agosto

Convencida de que Carlos Daniel ama Paulina, Isabel decide por um ponto final no relacionamento. Os dois conversam seriamente e ela o faz ver que precisa enfrentar os seus problemas, lutar por seus objetivos e, principalmente, por seu amor. Carlos Daniel fica sabendo, através de seu irmão Rodrigo, que Paola esteve fingindo o tempo todo. Agora, mais do que nunca, ele está disposto a enfrentar Paola e resolver a questão do divórcio. Enquanto Carlos Daniel inicia sua viagem de volta, Paulina recebe a notícia de que sua irmã sofreu um terrível acidente e que está internada em estado grave. Leda desiste de tentar conquistar Carlos Daniel e viaja para a Europa. Estephanie vibra ao saber que Paola está morrendo. No hospital, o médico previne Rodrigo para que a família se prepare para o pior, pois o estado de Paola é extremamente grave. Paulina se desespera ao ver a irmã entre a vida e a morte e se culpa por ter comprado o carro e não ter dado o dinheiro que ela exigiu. Carlos Daniel chega ao hospital e tenta fazer Paulina entender que não é culpada de nada e diz  que a morte de Paola significará  a felicidade deles. Paulina, obcecada pela promessa que fez, diz a Carlos Daniel que caso sua irmã morra, o túmulo dela será uma barreira intransponível entre eles. Ao saber do acidente Willy vê seus planos desmoronarem, mas garante a Estephanie que levará adiante o que ele e Paola haviam combinado para destruir os Bracho. Enquanto Willy procura um cúmplice para incendiar a fábrica, Paola, em seu delírio, revela o plano. Paulina ouve tudo e talvez agora se convença do que sua irmã é capaz.    

Capítulo 102, terça-feira, 18 de agosto

Willy faz Maurício ficar bêbado e se aproveita da situação para convencê-lo a incendiar a fábrica Bracho. Desesperada com o estado de Paola, Paulina reza muito e promete a Deus que se ele salvar sua irmã ela se tornará freira. Embora seu estado seja muito grave Paola está lúcida e, ao sentir que não terá muito tempo de vida, muda radicalmente seu comportamento, se arrepende de tudo que fez e pede a Paulina que se case com Carlos Daniel e o faça feliz. Enquanto isso, na mansão, a Vovó Piedade tenta convencer Carlos Daniel a perdoar Paola. No hospital, Paola faz dois pedidos a Paulina: pede para se confessar e para ver Carlos Daniel, pois  precisa lhe pedir perdão. Willy é visto por diversas vezes bebendo ao lado de Maurício. A notícia chega aos ouvidos de Carlos Daniel, que comenta com Rodrigo sua preocupação com Estephanie. Ele teme que Willy lhe faça algum mal. Carlos Daniel decide ir ao hospital e, ao ver Paola inconsciente, diz a Paulina que a perdoa por tudo que ela fez de mal. Depois, os dois conversam. Carlos Daniel toca mais uma vez no assunto casamento e Paulina promete que, se sua irmã morrer, eles voltarão a falar no assunto. A promessa de Paulina deixa Carlos Daniel cheio de esperanças, mas ela confessa para sua irmã que só prometeu para que ele não se recusasse a ouvi-la em seu leito de morte. Paola acorda e sente que a morte se aproxima. Ela está muito mudada e arrependida. Ao se lembrar do que havia combinado com Willy, conta tudo para Paulina e pede que o vigie e evite de colocar o plano em prática. Paola solicita a presença de um padre e volta a pedir à irmã que se case com Carlos Daniel. Willy chega em casa completamente bêbado e ainda traz o amigo Maurício. Estephanie acorda com o barulho, discute violentamente com ele e o expulsa de casa. Dr. Varela informa que Paola entrou em coma e que sua morte pode acontecer a qualquer momento. A notícia deixa Paulina desesperada e ela avisa imediatamente os Bracho. Carlos Daniel chega ao hospital acompanhado pela Vovó Piedade e, a  pedido de Paulina, que acredita que sua irmã poderá ouví-lo, pede a ele que diga que a perdoa.

Capítulo 103, quarta-feira, 19 de agosto

Antes de morrer, Paola é perdoada por Carlos Daniel e por toda a família Bracho. O velório, por determinação de Vovó Piedade, acontece na própria mansão. Dr. Edmundo comparece ao velório e consola Paulina sob o olhar ciumento de Carlos Daniel. Willy volta para casa e conta para Estephanie sobre a morte de Paola. Estephanie critica a família por realizar o velório na mansão, pois considera um ato hipócrita depois de tudo que Paola fez contra todos eles. Willy tenta uma reaproximação e Estephanie mais uma vez cai na conversa do marido. Agora que Paola está morta, Rodrigo acredita que Willy seja uma terrível ameaça aos Bracho. Depois dos funerais, Paulina começa a pensar no que fará de sua vida e fica dividida entre duas possibilidades: sair do país ou casar-se com Dr. Edmundo, já que está determinada a não aceitar o pedido de casamento de Carlos Daniel.

Capítulo 104, quinta-feira, 20 de agosto

Pressionada por Willy, Estephanie procura Rodrigo e exige sua parte na herança dos Bracho. Carlos Daniel sabe que a lembrança de Paola continuará sendo um obstáculo entre ele e Paulina. Ele é aconselhado pela avó a não pressioná-la e deixar que ela escolha o que é melhor para sua vida. Enquanto isso, no hotel, Dr. Edmundo procura Paulina e os dois tem uma conversa muito importante. Paulina confessa que não o ama, mas diz que ele lhe faz falta e que pode ajudá-la a esquecer de Carlos Daniel. “Preciso esquecer o Carlos Daniel Bracho, preciso me afastar me afastar da vida dele definitivamente, matar em mim o amor que sinto por ele”, diz ela. Edmundo aproveita a chance e a pede em casamento. Enquanto não recebe sua parte na herança, Estephanie pede um adiantamento de  200 mil dólares, mas ela não imagina o que a espera em sua casa. Ao chegar com o dinheiro, Willy exige que ela lhe dê tudo. Estephanie se recusa a entregar e Willy pega o bebê e ameaça: “despeça-se dele porque eu vou dá-lo”.  Carlinhos, que continua no colégio interno, fica doente e é trazido para a mansão. Ao voltar para casa, ele chama insistentemente por Paulina. Paulina vai ver o menino e reencontra Carlos Daniel.

Capítulo 105, sexta-feira, 21 de agosto

Carlinhos mais uma vez reaproxima Paulina de Carlos Daniel, mas ela continua irredutível e diz que só ficará enquanto o garoto precisar dela. Enquanto isso, Estephanie vive o pior pesadêlo de sua vida. Willy tenta fugir com o bebê .Ela sai desesperada atrás dele e implora para que o devolva. Willy responde que só o devolverá ela lhe entregar o dinheiro. Desesperada, ela entrega todo o dinheiro e mais um cheque em branco. Já com o filho nos braços, é ameaçada por ele. “Muito cuidado, não vá dizer nada para seus irmãos, eles podem me denunciar e então eu volto e levo ele, aí sim você morre” diz Willy. Mais tarde, Willy se encontra com Maurício e prepara tudo para incendiar a fábrica Bracho.

Na mansão, Carlos Daniel tenta convencer Paulina a esquecer da irmã e a aceitar seu amor. No entanto, ela continua obcecada com a idéia de que a lembrança de Paola sempre será um obstáculo entre eles e  para tentar que Carlos Daniel a esqueça de uma vez, diz que vai se casar com Edmundo Serrano. Na hora combinada, Maurício não aparece e Willy decide incendiar a fábrica sozinho. Mas, uma denúncia anônima coloca a polícia em alerta. O fogo é controlado, mas Willy consegue fugir. Enquanto isso, na delegacia, Maurício conta todo o plano para o delegado Merino. Estephanie está há horas trancada no quarto e a empregada decide avisar a família. Patrícia e Paulina tentam fazer com que ela saia, mas como ela não responde, arrombam a porta e encontram Estephanie inconsciente. Enquanto isso, Willy decide fugir do país levando todo o dinheiro que roubou de Estephanie, mas é preso no aeroporto. Estephanie recebe todo o apoio da família, pede desculpas a todos, perdão a Paulina e decide denunciar Willy por roubo e tentativa de sequestro.  Chega o dia do casamento de Paulina e Edmundo e Carlos Daniel não se conforma em perder o grande amor de sua vida. Estephanie vai visitar o marido na cadeia. Ele tenta convencê-la a retirar a queixa, mas ela se recusa. Willy, cheio de ódio, conta a ela que Adelina é sua mãe.

Matéria publicada pelo Notíciasdetv.com em 12/08/2015, às 11h19 AM. É proibida a reprodução, total ou parcial do conteúdo, protegido por lei, em qualquer meio, seja com ou sem autorização.