Siga o Noticiasdetv.com


 

 

Resumo Diário

Resumo Semanal: Novela “Nazaré”: 10/06/2021 a 11/06/2021

Matéria publicada em

Carolina Loureiro (Foto: Reprodução)

CAPÍTULO 018: QUINTA-FEIRA: 10/06/2021: Nazaré começa a se vestir rapidamente, Duarte está muito perplexo sem entender o que aconteceu. Duarte segura Nazaré dizendo que isto não é uma brincadeira para ele. Nazaré está muito nervosa, não quer acreditar que ele está mesmo apaixonado por ela. Gonçalo está alcoolizado e Verônica se oferece para o levar para casa, se insinuando. Érica e Cris acabam fazendo amor. Cris vai à cozinha quando Verônica chega com Gonçalo. Cris diz que trata dele, Gonçalo não quer que o filho lhe toque. Nazaré tenta disfarçar que não está bem. Matilde insiste para saber o que aconteceu e Nazaré conta que Duarte disse que a amava. Cris está completamente fora de si por ver o pai assim. Empurra Érica que bate com a cabeça e se magoa. Luís, que está no hotel de passagem, acaba amparando Érica quando esta desmaia nos braços dele. Cris chega para ver Érica e não gosta de a ver com Luís. Érica conta que Luís passou a noite com ela no hospital. Os dois discutem e Cris pede desculpa, pois não queria magoar Érica. Duarte vai à casa de Nazaré, quer falar sobre o que aconteceu na noite anterior. Ele diz que ela não tem de sentir o mesmo e que podem ser só amigos. Nazaré diz que não é igual às outras moças com quem ele está habituado a lidar. Ele responde que a quer e que vai esperar por ela. Félix pergunta a Nazaré como foi o encontro com Duarte. A jovem conta que não foi para a cama com ele, mas que o plano está em andamento e implora para que Félix continue a pagar os tratamentos de Matilde. Laura confronta Gonçalo sobre o estado em que chegou na noite anterior e pergunta o que estava fazendo com Verônica. Gonçalo, revoltado, diz que Verônica é a única pessoa que não o trata como um coitadinho.

CAPÍTULO 019: SEXTA-FEIRA: 11/06/2021: Toni tem uma ideia para promover o Barbatanas. Ele se veste de peixe e distribui panfletos pelo mercado para chamar a clientela. Matias reconhece a voz do irmão e zomba. Cláudia ama Félix e não acredita que ele seja a pessoa que Nazaré diz ser. Cláudia sugere à amiga que Duarte faça hipnoterapia para se lembrar do que aconteceu na noite do incêndio. Duarte está hipnotizado e vai lembrando do que aconteceu. Nazaré está muito nervosa e pede que o acordem. Este conta a Nazaré que se lembrou que foi atacado no quarto e diz que só há uma pessoa que podia lucrar com a morte dele e do pai, o tio. Duarte está cheio de raiva e quer tirar satisfações com o tio e contar tudo à polícia. Nazaré tenta acalmá-lo e diz que não faça nada enquanto não tiver provas. Gonçalo confronta Laura e pergunta porque foi visitar Verônica. Acusa a mulher e a família de o pressionar a que vencer o trauma pelo qual passou. Félix e Verônica falam de Duarte quando este entra e pede ao tio que lhe passe todas as pastas dos clientes. Bernardo percebe que o primo quer tomar conta da empresa. Toni aguarda por Duarte e segue-o até o escritório. Fica muito revoltado quando Duarte lhe diz que não vai lhe dar mais dinheiro porque Toni não tem informação relevante para lhe dar em troca. No lar, Ermelinda, Floriano, Matilde e João traçam um plano para enganar Ismael. Ermelinda fica encarregada de o distrair enquanto Floriano coloca pimenta na comida. Quando Ismael começa a comer, fica com falta de ar e tem de ser levado para o hospital. Cláudia diz a Félix que os encontros no lar têm de acabar. Enquanto Félix se arruma para sair, Cláudia tenta ver o celular dele, sem sucesso. Mais tarde, no restaurante, Cláudia diz a Nazaré que não conseguiu descobrir nada e a amiga a avisa que ainda está a tempo de desistir. Félix, desconfiado, as observa. Já na Atlântida, Félix comenta com Verônica a atitude estranha de Duarte. Tenta ser simpático para o sobrinho dizendo que devia confiar nele como o seu pai confiava. Duarte perde a cabeça e começa a discutir com o tio. Nazaré entra de repente, joga um café e Duarte e o leva para fora dali. Nazaré leva Duarte para o hotel e diz que ele tem de ser mais inteligente que o tio, que não pode acusá-lo sem provas e acaba trancando-o no quarto para o impedir de fazer alguma loucura.