Resumo Semanal: Novela “Os Dez Mandamentos”: 15/03/2018 a 16/03/2018

 - 

 

 


Juliana Didone (Foto: Reprodução)

CAPÍTULO 124: QUINTA-FEIRA: 15/03/2018 Ramsés com ódio pede para que Karoma saia do quarto. O faraó questiona Nefertari se ela ainda ama Moisés. Ela decide enfrentar o rei e diz que ele perdeu a guerra para Moisés e que não faz nada para salvar a vida de Amenhotep. Ramsés perde a cabeça e dá um tapa na cara de Nefertari, que fica assustada e magoada. Karoma pede a Radina que ela chame Paser e peça para que o sumo sacerdote vá até o quarto real. Tais cobra satisfação de Meketre sobre a praga dos primogênitos. O egípcio diz que irá falar com o faraó. Ana diz para Joquebede que pretende se livrar das roupas e joias egípcias e adorar apenas ao Deus dos hebreus. Elas pedem que emprestem roupas hebreias e surpreende a todas. Atordoado, Ramsés se dá conta de que Nefertari realmente nunca deixou de amar Moisés. Paser conversa com Nefertari e diz que ela precisa reverter a situação. O sacerdote pede para que a rainha vá atrás de Ramsés e converse com ele. Bak tenta conversar com Meketre a respeito da praga, mas é escorraçado pelo pai para choque das crianças. Bak reage e diz que se não fizer nada, Hori pode morrer. Hori fica assustado com o que ouve. As crianças voltam para casa e desabafam com a mãe Tais, dizendo que Bak tentou ajuda-los mas foi expulso por Meketre. Ana e Judite tiram todas as roupas, joias e maquiagens egípcias e se tornam hebreias. Nefertari conversa com Ramsés e entram num acordo, mas a rainha permanece preocupada e insegura. Oseias fica ainda mais apaixonado ao ver Ana vestida de hebreia. Hur diz a Bezalel e Zelofeade que tentará falar com Uri mais uma vez e convencê-lo a se proteger da décima praga. Apuki diz que está dividido entre acatar às orientações dos hebreus ou arriscar a vida de Jairo. Chibale e Gahiji ficam angustiados com a possível chegada da praga. Paser diz a Ramsés que a única forma de interromper a praga é permitir a saída dos hebreus do Egito, mas o faraó diz que isso não irá acontecer. Moisés retorna à vila trazendo os cordeiros. O libertador dá as instruções aos hebreus dizendo o que devem fazer. Alguns dias se passam. Aliviado, Ramsés diz a Paser que os deuses os protegeram da praga. Bakenmut diz ao faraó que Moisés foi avistado liderando um grande número de hebreus e trazendo cordeiros. Ramsés fica intrigado com a informação.

CAPÍTULO 125: SEXTA-FEIRA: 16/03/2018
Ramsés ordena que Bakenmut descubra o que Moisés irá fazer com os cordeiros. Oseias decide levar um cordeiro para a família de Ana. Paser vê o desespero de Nefertari em perder Amenhotep e tenta acalmá-la. Apuki se enfurece ao ver Oseias e o expulsa. Jairo encara o pai com raiva, enquanto Judite e Ana o recriminam. Corá questiona Datã se pode voltar a morar com ele e a família. Arão diz para Eliseba que não há chance de Ramsés confiscar os cordeiros. Paser assume para Gahiji que está com saudades de Simut. Nefertari sofre por Ramsés se negar a dormir com ela. Tais sugere que Meketre leve Hori e Meryt à vila para terem proteção. Ikeni surpreende Moisés ao informar que Ramsés descobriu a grande quantidade de cordeiros na vila e poderá capturá-los. Karoma diz saber como as vidas dos primogênitos serão salvas, deixando Radina curiosa. Moisés teme que Ramsés queira tirar o rebanho do povo hebreu, mas Ikeni avisa que não falará nada para o rei. Meketre fica angustiado com a dúvida de que Bak é o filho primogênito dele. Ahmós conta que Karen era praticamente exclusiva do comerciante e, caso seja verdade, Hori estará salvo da praga. Gahiji deixa Paser espantado ao revelar que existe um jeito dos primogênitos serem salvos. O sacerdote diz que Ramsés jamais aceitará agradar o Deus hebreu e jura segredo. Ikeni mente para Ramsés ao contar que os cordeiros serão levados para o deserto, quando os hebreus partirem. O rei ordena os oficiais confisquem o rebanho e leve-o para os campos egípcios. Ikeni e Karoma se desesperam com a notícia de que os cordeiros da vila serão capturados. Paser contesta a decisão de Ramsés e o irrita. Apesar da vontade de falar a verdade, Karoma conta para Nefertari que não sabe como salvar os primogênitos. Aoliabe, Bezalel e Nadabe avisam que oficiais estão na vila seguindo para a casa de Joquebede. Pesaroso, Ikeni comunica Moisés que terá que levar todos os cordeiros. Simut retorna de viagem e entrega para Paser a urna com os ossos de José. Moisés pede que Ikeni busque os oficiais. O libertador discursa sobre o que acontecerá com todo o Egito caso os cordeiros sejam apreendidos. Os oficiais se espantam com a possibilidade de perderem os filhos e decidem ajudar Moisés. Aliviados, os hebreus comemoram mais um milagre. Três dias se passam e chega o dia da praga. Hur, Leila e Bezalel se esforçam para convencer Uri a ficar protegido na vila. Aoliabe e Bak ajudam Zelofeade a marcar a porta de casa com sangue. Acompanhado dos filhos, Arão marca o sangue na porta e avisa que a promessa de Deus está prestes a se cumprir.

bookmark icon