- 

Maeve Jinkings é Joana na supersérie “Onde Nascem Os Fortes”


Maeve Jinkings (Foto: Reprodução)

Na supersérie “Onde Nascem Os Fortes”, que estreia dia 23 de abril na Rede Globo, Joana (Maeve Jinkings) é uma engenheira química contratada por Ramiro (Fábio Assunção) para promover espionagem industrial na fábrica de bentonita de Pedro (Alexandre Nero), sendo que essa matéria-prima se trata de uma mistura de argila.

Para conseguir informações privilegiadas para Ramiro, que é a maior autoridade judicial da fictícia comarca de Sertão (localizada entre Paraíba e Pernambuco), Joana se envolve em um caso extraconjugal com Pedro, que é casado com Rosinete (Débora Bloch), com quem possui dois filhos, Aurora (Lara Tremouroux) e Hermano (Gabriel Leone).

O problema é que Pedro fica irritado ao ver Joana dando em cima de Nonato (Marco Pigossi) em um boteco e manda seus capangas darem um chá de sumiço no rapaz, fazendo com que sua irmã, Maria (Alice Wegmann), e sua mãe, Cássia (Patrícia Pillar), iniciem caçada ao seu paradeiro.

Irritado com a investigação por conta própria do desaparecimento misterioso de Nonato, Pedro contrata uma pessoa para estuprar Maria (fazendo com que ela seja obrigada a se esconder na comunidade Arraial dos Anjos) e seduz Cássia para ficar acima de qualquer suspeita, enquanto Plínio (Enrique Diaz) o investiga na surdina.

Quando descobre que um funcionário da sua fábrica de bentonita é espião de Ramiro, que tenta desvendar informações confidenciais em função de uma vinganca pessoal, Pedro logo confronta Joana, que tenta se safar ao acusar Valquíria (Carla Salle) de seduzir Hermano, só que Valquíria consegue provar a culpa de Joana.

Escrita por George Moura e Sérgio Goldenberg, com a colaboração de Cláudia Jovin, Flávio Araújo e Mariana Mesquita, a próxima supersérie das 23h da Rede Globo, “Onde Nascem Os Fortes”, conta com direção geral de Isabella Teixeira, Luísa Lima e Walter Carvalho, assim como direção artística de José Luiz Villamarim.

bookmark icon