- 

Resumo Semanal: Novela “Os Dez Mandamentos”: 14/02/2018 a 16/02/2018


Juliana Didone (Foto: Reprodução)

CAPÍTULO 103: QUARTA-FEIRA: 14/02/2018 Nefertari se apavora ao saber que todos os animais estão morrendo. Ramsés diz que Moisés não irá impedi-lo de nada e decide manter o cortejo. Paser avisa que o touro sagrado morreu e Ramsés se desespera. Inconformado, o rei cancela tudo e decreta luto em todo o Egito. Hur fica emocionado ao entrar pela última vez na oficina do palácio. Simut entrega o cajado para que Hur devolva-o a Moisés. Yunet reclama do cancelamento do cortejo e descobre que Hur está de saída do palácio. Bakenmut proíbe os guardas de alimentarem Henutmire. Leila, Chibale e Gahiji se emocionam na despedida de Hur. Arão afirma que Ramsés está descobrindo da pior maneira que nenhum deus egípcio pode ajudá-lo. Tais, Hori e Meryt se entristecem com a morte de Mekal, enquanto Meketre demonstra preocupação. Judite avisa Ana, Jairo e Apuki que a cidade está cheia de animais mortos. Hur caminha, com o cajado de Moisés, para longe do palácio. Safira reclama da maneira como Bina educa os filhos. Moisés conta para os familiares sobre a tradição dos egípcios em venerar animais tidos como deuses. Ramsés fica sabendo que na Vila dos hebreus nenhum animal foi morto. Meketre avisa que irá falar com o rei. Irritada coma morte de Mekal, Tais avisa Ana e Judite que não precisará mais dos serviços delas. Ikeni avisa Meketre que o faraó não irá recebê-lo. Nefertari diz palavras de apoio ao marido. Abigail passa mal e é amparada por Deborah. Hur chega à Vila dos hebreus e reencontra Bezalel. Paser conversa com Amenhotep sobre a situação do Egito. Hur é apresentado a Deborah. O joalheiro conta para Abigail que foi expulso do palácio. Nefertari atende aos pedidos de Yunet. Leila conversa com Uri e acalma o marido. Arão mostra-se esperançoso com a situação dos escravos. Hur devolve o cajado para Moisés e avisa sobre a prisão de Henutmire. Um oficial egípcio ajuda Gahiji a entrar na cela onde está a princesa. O cozinheiro entrega alimentos para a irmã do faraó. Moisés decide ir até o palácio para falar com Ramsés. Apuki ameaça expulsar Ana e Judite de casa. O feitor diz que elas devem renegar o deus dos hebreus para permanecerem vivendo sob o mesmo teto. Meryt e Hori não entendem o motivo de Ana e Judite terem sido expulsas. Ramsés observa a aproximação de Moisés. O hebreu se dirige aos oficiais e pede para entrar no palácio. O faraó surge no portão e manda Moisés sumir dali. O libertador pede para o rei soltar Henutmire. Ramsés aperta o pescoço de Moisés com a espada e ameaça mata-lo.

CAPÍTULO 104: QUINTA-FEIRA: 15/02/2018
Ramsés atira a espada longe e vai embora furioso. O faraó desconta sua raiva em Nefertari e Amenhotep. Ikeni encontra Bakenmut no corredor do palácio e conta sobre o impasse entre Moisés e o rei. O libertador dos hebreus chega em casa e conta que foi ameaçado de morte por Ramsés. Leila descobre que Henutmire está sendo impedida de receber comida. Yunet e Bakenmut dizem que gostariam de ver Moisés morto. O profeta afirma que irá libertar Henutmire. Abigail sente-se mal novamente e todos ficam esperançosos com possível gravidez. Ana e Judite discutem com Apuki e Jairo. Meketre tenta confortar Tais, que lamenta a ausência de suas damas de confiança. Moises conta para Arão sobre a prisão de Henutmire. Zelofeade se emociona e agradece a Deus pelo filho que virá. Datã se declara para Safira e eles se beijam. Uri e Leila têm novo desentendimento. Em conversa com Hur, Bezalel diz não acreditar que Uri prefira viver longe da família. Ramsés visita Henutmire na cela e diz que não vai ceder ao pedido do libertador dos hebreus. Deus fala novamente com Moisés e avisa que novas pragas estão por vir. Oseias fala sobre seu plano de libertar a princesa. Ramsés pede perdão a Amenhotep. Moisés diz saber de um lugar onde possa encontrar com o faraó. Eliseba se surpreende ao perceber quer Miriã ainda gosta de Hur. Gahiji pede para falar com Ramsés. O cozinheiro avisa que Henutmire está passando fome na cela. Ansioso, Bezalel faz planos para o casamento com Deborah. Datã e Abirão provocam Corá. Amenhotep avisa ao avô que Ramsés não libertará os escravos. Arão pede para os hebreus manterem a fé. Bakenmut se espanta com a frieza de Yunet. Moises encontra com o rei à beira do rio Nilo. Ramsés diz que se as pragas continuarem quem pagará será Henutmire.

CAPÍTULO 105: SEXTA-FEIRA: 16/02/2018
Moisés diz que não sabe qual será a nova praga e Ramsés pede que ele vá embora. Gahiji e Chibale ficam apreensivos com a visita de Yunet a cozinha. Meketre defende Bak ao vê-lo sendo maltratado por Ahmós. Yunet surpreende Henutmire ao aparecer na prisão para servi-la. A princesa tenta não ceder às provocações de Yunet, que sai e a deixa a dúvida se a comida esta envenenada. Amenhotep lembra que Moisés foi um bom guerreiro e conta que ele pode organizar uma rebelião entre escravos, preocupando Nefertari. Apesar da fome, Henutmire resiste à tentação e entrega a comida intacta para o guarda, que estranha a atitude. Deus avisa Moisés que uma nova praga irá surgir. Gahiji chama atenção do servo que entregou a comida de Henutmire para Yunet. Nefertari flagra Radina defendendo Moisés. Paser decide procurar Yunet. Nefertari avisa Radina que não vai admitir nenhuma simpatia por Moisés. Hur fica bastante preocupado ao saber que Henutmire irá sofrer caso as pragas continuem. Moisés avisa aos familiares que a nova praga causará tumores, que se tornarão úlceras. Arão diz que o exército também será atingido e Oseias afirma que é uma boa oportunidade para libertar a princesa da prisão. Paser recrimina Yunet por insistir em fazer mal para Henutmire. Nefertari fica aflita ao saber que uma nova praga está por vir. Karoma pede que Radina não faça comentários sobre Moisés. Eliseba parabeniza Abigail pela gravidez. Moisés tenta acalmar Hur ao percebê-lo tenso. Miriã assume para Joquebede que não consegue esquecer Hur e chora abraçada à mãe. Ramsés comunica que já está providenciando a chegada de animais para o Egito, após o fim da peste. Janes e Jambres são ordenados a fazerem oferendas para os deuses. Paser oferece alimentos para Henutmire, que nega, acreditando que Yunet tenha os envenenado sem que ele tenha visto. Fraca, a princesa acredita que Moisés irá salvá-la, viajando em devaneios, e deixa o sacerdote penalizado. Ana se mostra decidida a casar com Oseias e diz que Apuki terá que aceitar, causando preocupação em Judite. Acompanhado de Jairo, Apuki avisa Oseias que irá matá-lo caso insista em se aproximar de Ana. Leila pede que Gahiji não deixe Henutmire ficar sem comer. Moisés confessa para Arão que sente falta de Zípora e os filhos. Eliseba pede que Oseias tenha paciência e acredite que um dia será livre na companhia de Ana. Hur não para de pensar em Henutmire. Um servo oferece comida, mas a princesa insiste em não se alimentar. Ramsés, mais uma vez, se nega a permitir a partida dos hebreus e Moisés atira cinzas para o céu. As cinzas formam uma nuvem sobre os egípcios e se dissipa no ar. Ramsés olha para si, percebendo que está com várias feridas pelo corpo, assim como os demais. Desesperado, o faraó questiona como Moisés foi capaz de realizar o feito.

bookmark icon