Monica Iozzi, Sabrina Greve e Silvia Lourenço farão a série “Assédio”

Monica Iozzi (Foto: Reprodução)

Afastada da televisão desde o término de “Vade Retro” (de Fernanda Young e Alexandre Machado), Monica Iozzi recusou papel em “De Volta Pra Casa” (de João Emanuel Carneiro) para fazer dois projetos. Assim como “Verão 90 Graus” (de Izabel de Oliveira e Paula Amaral), ela também vai fazer a série “Assédio”.

Além dela, também já estão acertadas as contratações de Sabrina Greve e Silvia Lourenço, cujos últimos trabalhos foram, respectivamente, “A Garota da Moto” (de David França Mendes e João Daniel Tikhomiroff) e “Sete Vidas” (de Lícia Manzo). As três vão ser vítimas do médico Roger Abdelmassih (Antonio Calloni) na história.

Amigo de Hebe Camargo (Vera Fischer) e marido de Carolina Maria Sacco (Paolla Oliveira), Roger Abdelmassih é um médico especialista em fertilização in vitro, que ajuda gente rica de São Paulo a realizar o sonho de ter um filho. Com características tão nobres, ele está sempre acima de qualquer suspeita.

A máscara do reconhecido médico Roger Abdelmassih começa a cair quando uma jornalista investigativa (Caroline Abras) ventila um caso de assédio dentro do seu consultório. A partir desta denúncia, são descobertos outros casos que envolvem os crimes de assédio e estupro, que o levam a ser condenado a 278 de prisão.

O elenco da série “Assédio” é formado até o momento pelos atores Adriana Esteves, Antonio Calloni, Bárbara Paz, Caroline Abras, Felipe Camargo, Fernanda D’Umbra, Gilda Nomacce, Hermila Guedes, Jéssica Ellen, João Miguel, Mariana Lima, Monica Iozzi, Paolla Oliveira, Paula Possani, Pedro Necessian, Sabrina Greve, Silvia Lourenço, Susana Ribeiro e Vera Fischer.

Escrita por Maria Camargo, com a colaboração de Bianca Ramoneda, Fernando Rebelo e Pedro de Barros, a adaptação de “A Clínica – A Farsa E Os Crimes de Roger Abdelmassih” (de Vicente Vilardaga) conta com direção de Joana Jabace e Amora Mautner. A produção vai ser exibida pelo Globo Play.

É proibida a reprodução do conteúdo do site Noticiasdetv.com, sob pena de ação judicial por crime de violação de direito autoral, previsto na legislação internacional.