JP Rufino vai repetir parceria com Marcos Bernstein na novela “Orgulho e Paixão”

JP Rufino (Foto: Artur Meninea)

Após “Êta Mundo Bom” (de Walcyr Carrasco), JP Rufino vai participar da próxima novela das 18h da Rede Globo, “Orgulho e Paixão”, que estreia em março, na sequência de “Novo Mundo” (de Thereza Falcão e Alessandro Marson) e “Tempo de Amar” (de Alcides Nogueira e Bia Corrêa do Lago).

Escrita por Marcos Bernstein, a produção em questão se trata de uma adaptação de três livros de literatura estrangeira: “A Abadia de Northanger” (de Jane Austin), “Orgulho e Preconceito” (de Jane Austin) e “Razão e Sensibilidade” (de Jane Austin). A história está sendo reformulada para a realidade de São Paulo.

Na trama, os patriarcas Senhor Bennet (Tato Gabus Mendes) e Senhora Bennet (Vera Holtz) sonham em casar muito bem suas cinco filhas, sendo que duas delas são Elizabeta (Nathalia Dill) e Mariana (Chandelly Braz). Elizabeta é melhor amiga de Emma (Alice Wegmann) e forma par romântico com Darcy (Thiago Lacerda).

Mariana, por sua vez, é descrita como uma personagem que detesta conversas banais e futilidades de qualquer tipo, motivo pelo qual vive refugiada na fantasia oferecida pela literatura clássica. Para sua construção, foram levados em consideração os três livros: “A Abadia de Northanger”, “Orgulho e Preconceito” e “Razão e Sensibilidade”.

O elenco da novela “Orgulho e Paixão” é formado até o momento pelos atores Alice Wegmann, Ary Fontoura, Carmo Dalla Vecchia, Chandelly Braz, Gabriela Duarte, Grace Gianoukas, JP Rufino, Isabella Santoni, Malvino Salvador, Maurício Destri, Nathalia Dill, Tato Gabus Mendes e Vera Holtz. A direção artística é de Fred Mayrink.

JP Rufino possui em seu currículo trabalhos como, por exemplo, “Além do Horizonte”, “Alto Astral”, “Didi e o Segredo dos Anjos”, “Êta Mundo Bom” e “A Cara do Pai”. Curiosamente, quem o revelou na televisão foi o autor-roteirista Marcos Bernstein, com quem agora repete outra parceria em seu próximo trabalho.