Resumo Diário: Novela “Os Dez Mandamentos”: 21/09/2017: Quinta-Feira

Guilherme Winter (Foto: Divulgação)

CAPÍTULO 043: QUINTA-FEIRA: 21/09/2017
Moisés diz para Arão que Anrão já havia contado do parentesco. O príncipe confirma que Panahasi está morto e Arão ajuda a enterrá-lo. Arão fala para Moisés sumir antes que seja flagrado e o agradece pelo salvamento. Bakenmut percebe a tensão de Moisés e questiona se houve algum problema. O príncipe nega e o chama para acompanhá-lo na obra. Arão chega bastante ferido e assusta Joquebede, Eliseba e Amália. Joel fica intrigado ao ver Moisés trocar olhares com Anrão na obra. A sós, o príncipe avisa o pai que não vai abandonar a família. Moisés se afasta e Anrão desconversa ao ser questionado por Joel sobre o assunto entre eles. Henutmire pressente que está perdendo Moisés e Nefertari a consola. Ao saber que Moisés matou um egípcio para salvar Arão, Joquebede se choca. Joquebede, Eliseba e Amália após ouvirem Arão chamando Moisés de irmão. Gahiji fica preocupado com a possibilidade de Seti descobrir que ele preparou comidas para hebreus. Hur toma coragem e revela para Uri que quase beijou Henutmire. Paser se impressiona ao ver a satisfação de Yunet com uma possível desgraça de Moisés. Disebek se irrita por Bakenmut ter deixado Moisés sozinho e descobre que o príncipe conversou com Anrão. Yunet finge estar preocupada com a situação de Moisés. Ramsés chega e estranha ao vê-los juntos. Sozinhos, Moisés assusta Ramsés ao confessar que matou um egípcio. Yunet escuta a revelação escondida e se alegra. Henutmire se desespera por saber que Moisés procurou o pai na obra. Disebek compreende a dor da esposa e abraça. Ramsés recomenda que Moisés vá a obra como se nada tivesse acontecido e disfarce a preocupação no palácio. Joquebede deixa Miriã nervosa ao revelar que ocorreu uma tragédia. Anrão descobre que Moisés matou Panahasi e teme a fúria de Apuki ao dar falta dele. Apuki conta para Joel que Anrão é protegido de Moisés e o deixa desconfiado. Moisés procura Leila e é informado que Henutmire esteve na vila dos hebreus. O príncipe fica revoltado ao saber da proposta de fuga para afastá-lo da família hebreia. Paser fica pasmo ouvir Yunet revelando que Moisés matou um egípcio. Nefertari avisa que se Moisés insistir na aproximação como o povo hebreu a relação entre eles irá se complicar. Decidido, o príncipe a deixa pasma ao propor o término da relação. Paser se nega a participar do plano de Yunet para denunciar Moisés à Seti. Yunet ameaça Paser dizendo que o rei não irá perdoá-lo quando souber que ele sabia do assassinato e omitiu. Nefertari confessa para Moisés que acreditava ser a mulher da vida dele e tira o anel de noivado com raiva, saindo chorosa. Joquebede padece ao pensar que Moisés e Arão correm perigo e é amparada por Miriã. Disebek sente que Ramsés e Moisés escondem um segredo. Seti fica furioso ao imaginar que Moisés pode ser tornar líder dos hebreus e causar uma revolta no Egito, deixando Tuya pensativa. Karoma se sensibiliza ao ver Nefertari triste pelo fim do noivado com Moisés. Anrão pede que Joquebede confie em Deus, pois tudo dará certo. Paser mente para Seti que teve um sonho onde Moisés era traidor e provocava uma rebelião de hebreus contra o rei. Ramsés e Disebek ficam pasmos e defendem o príncipe. Paser explica que o falso sonho mostra Moisés matando um egípcio e conta foi possível ver onde o corpo foi enterrado. Disebek olha assustado para Ramsés e percebe que tudo pode ser verdade. Seti considera a acusação muito grave e o sacerdote sugere que o rei mande oficiais até o local para que confirme a suspeita.

CAPÍTULO 044: SEXTA-FEIRA: 22/09/2017
Seti agradece Paser pela revelação e ordena que Disebek acompanhe Paser até o local para comprovar o crime. Disebek contesta a decisão, mas Seti é firme. O rei pede que Moisés fique detido até a confirmação do assassinato e Ramsés se encarrega de ir atrás do príncipe. Tensos, Disebek e Ramsés dizem que Paser deveria ter omitido o sonho. Ramsés confirma para Disebek que o sonho é real e o general clama para que ele salve o príncipe. Acompanhado de Ikeni, Moisés desfere um golpe no oficial, deixando-o desacordado e se afasta. Henutmire quase desfalece ao saber do sonho de Paser e chora desesperada. Simut vê o nervosismo do sacerdote e lhe entrega um calmante. Yunet expulsa Simut e sorri vitoriosa ao saber que o marido contou o segredo de Moisés para Seti. Disebek interrompe a conversa entre os dois e sai com Paser. Anrão, Joquebede e Miriã se surpreendem ao receberem a visita de Moisés e o levam até Arão. Tuya se preocupa ao descobrir que Moisés está sendo acusado de assassinar um egípcio. Disebek caminha pesaroso ao lado de Paser procurando o local onde o corpo está enterrado. Yunet finge estar preocupada ao encontrar Henutmire aos prantos e a consola. Bakenmut avista vestígios de areia revirada e Disebek ordena que os oficiais cavem no local. Moisés pede que Arão confie nele e recomenda que o irmão não vá para a obra. Anrão alerta Moisés que eles precisam ir para que ninguém desconfie do que está acontecendo. Moisés se despede e sai com Anrão, deixando todos comovidos. Disebek fica desolado ao ver o corpo de Panahasi na cova. Aflita, Nefertari fala para Gahiji preparar um calmante para Henutmire com urgência. Zelofeade e Eldade estranham a ausência de Anrão e Arão na obra. Disebek constata que Moisés não conseguirá se livrar da punição e dá ordem para os oficiais carregarem o corpo. Apuki fica perplexo ao ouvir Joel contar que Moisés matou Panahasi. Gahiji entrega o calmante para Henutmire e se surpreende ao ouvir a notícia de que Moisés matou um egípcio. Inquieto, Arão ameaça ir até a obra, mas é impedido por Eliseba. Amália se curva de dor e avisa que está prestes a dar à luz ao bebê. Ramsés encontra Ikeni um pouco tonto e pede que ele esconda de todos que Moisés o golpeou. Nefertari reza para que os deuses protejam Moisés. Caminhando com Moisés até a obra, Anrão se prontifica a chegar primeiro para não haverem desconfianças. Hur, Uri e Leila ficam espantados ao saberem por Gahiji que Moisés matou um egípcio. Zelofeade acusa Joel trair o povo hebreu e apanha. Moisés cessa a briga e Joel questiona se o príncipe irá matá-lo como fez com o egípcio, deixando-o surpreso. Miriã pede que os sobrinhos não comentem sobre Moisés com ninguém. Joquebede e Eliseba começam o parto de Amália. Apuki questiona se Moisés não irá defender-se da acusação de Joel, mas o príncipe fica sem ação e Anrão o leva embora. Miriã chega para ajudar Amália e se preocupa ao ver que ela está sangrando bastante. Moisés encontra a cova onde estava Panahasi vazia e diz para Anrão que não sabe quem o denunciou. Ramsés percebe a insinuação de que traiu Moisés e explica que Paser procurou Seti para falar que teve um sonho estranho com ele. Moisés se desculpa e Ramsés alerta que ele precisa fugir antes que seja condenado à morte. Bakenmut informa Seti que encontraram o corpo do egípcio. Disebek implora para Seti poupar a vida de Moisés e aguarda tenso a decisão do rei.