Juliano Laham, Josie Pessoa e Gabriel Chadan protagonizam peça teatral

Todo mundo teve ou tem um grande amigo que em determinado momento se afasta e deixa muita saudade. Você já passou por isso?

“E o Vento vai levando tudo embora” é a história de dois melhores amigos, irmãos de alma, que pelo destino da vida acabam se apaixonando pela mesma mulher. A grande dúvida da peça é o questionamento: O que vale mais a pena, o valor do amor entre um homem e uma mulher ou de uma amizade verdadeira? Uma grande lição de vida, de forma lúdica, bem humorada e sensível, um espetáculo para todas as idades e tribos.

Escrito e dirigido por Regiana Antonini, “E o Vento Vai Levando Tudo Embora” é a segunda obra da trilogia autoral livremente inspirada na canção “Vento no Litoral”, de Renato Russo, iniciada com o texto “Aonde está você agora?”, de 1995, que alcançou o sucesso em suas nove montagens, inclusive no exterior. No palco, um trio de jovens talentos como protagonistas: Gabriel Chadan, o intérprete de Robinson Rocha na novela A Lei do Amor, Josie Pessôa, que esteve em Império, novela que levou o Emmy Internacional, e Juliano Laham, o Rômulo da última temporada de Malhação – Pro Dia Nascer Feliz.

Em “E o vento vai levando tudo embora”, a autora retoma o valor da amizade – iniciado em “Aonde está você agora?” – entre Gabriel (Juliano Laham) e Pedro (Gabriel Chadan), melhores amigos que sofrem uma separação quando Gabriel se muda para Nova York deixando seu irmão de vida em Vila Velha, numa praia rodeada de águas límpidas e areias douradas no Estado do Espírito Santo.

Na peça,a força desta amizade vence a separação de dez anos e as mudanças que esses dois personagens sofreram durante esse período. Mas o reencontro traz uma nova provação: a paixão por uma mesma mulher, Bia (Josie Pessôa).

Na época em que a primeira parte da peça se passa a internet não era tão acessível como hoje. Amigos de alma, eles se comunicavam através do Livro da Sorte, uma espécie de livro mágico – um pensaria no outro e abriria o livro em qualquer página e o livro responderia como o outro estaria.

A trilha da peça enaltece os sentimentos ali vividos e traz uma gravação inédita, em fita k7, da música “Mãos Atadas”, escrita por Simone Saback e gravada em 1982 por ela e Cássia Eller.

“Nunca poderia imaginar que uma das minhas músicas pudesse gerar um espetáculo tão lindo! O Brasil inteiro, ou melhor, o mundo precisa ver essa peça! Se todas as pessoas que habitam esse planeta, pudessem ver esse espetáculo, acho que sairiam daqui, com mais amor no coração, com mais esperança em suas vidas! Pois essa peça fala disso: do amor, da amizade, da esperança! E ter amigos é a melhor coisa que existe nessa vida! Vou sair daqui, ligar para o meu melhor amigo e dizer: cara, eu te amo! Se cada um de vocês também fizer isso, a gente vai conseguir juntos, espalhar um pouco de amor por aí!”, declarou Renato Russo, para toda a plateia, ao assistir a montagem de “Aonde está você agora?”, em 1995.

O espetáculo, produzido pela WB Produções, estreou em 2016 e já passou por Vitória (ES), Campinas (SP), Goiânia (GO), Lajes (SC), Salvado (BA), Niterói (RJ) e São Luís (MA) e agora chega à São Paulo, para uma curta temporada, de 7 a 30 de julho, no Teatro Itália.