Conheça a história da série “A Fórmula”, com Drica Moraes e Fábio Assunção

O que você faria se tivesse uma segunda chance para reconquistar o amor da sua vida? Construiria uma nova história ou só retocaria alguns capítulos? Ter uma nova oportunidade, recuperar o tempo perdido e recomeçar. Desejos tão comuns a todos viram realidade em A Fórmula, comédia romântica escrita por Mauro Wilson e Marcelo Saback, com direção de Flávia Lacerda e Patrícia Pedrosa, que estreia em julho, na Globo.

Entenda a trama:

Os dilemas do passado e presente se misturam na história de Angélica (Luisa Arraes/Drica Moraes) e Ricardo (Klebber Toledo/Fábio Assunção), ex-namorados que planejaram uma vida juntos, mas acabaram se separando ainda na adolescência.

Quando jovens, Angélica (Luisa Arraes) e Ricardo (Klebber Toledo) querem seguir carreira na área da ciência e se inscrevem para uma bolsa de estudos em uma universidade americana. Mas uma reviravolta do destino faz com que apenas um deles consiga a bolsa, e o relacionamento, que parecia mais forte que tudo, chega ao fim.

Após a separação, ambos seguem caminhos bastante distintos, porém, na mesma área de atuação. E é em um congresso sobre ciência que o reencontro acontece, trinta anos depois. O encontro acaba sendo decepcionante para ambos. Ricardo ainda tem na memória a mesma Angélica que conheceu nos anos 80 e não reconhece na mulher atual seu amor do passado. Angélica, ao perceber a reação dele, revive toda sua decepção. Como se não bastasse, no mesmo dia, a cientista não consegue o tão sonhado financiamento para sua pesquisa.

Triste, sem patrocínio e esperanças, Angélica decide ser cobaia de seu experimento. Mas, ao usar a fórmula, é surpreendida por um efeito colateral inusitado: durante algumas horas, volta a ter a aparência que tinha aos 20 anos. Feliz com o resultado de seu estudo, ela tem mais uma surpresa ao descobrir que Ricardo (Fábio Assunção) é o novo dono do laboratório em que trabalha.

Indignada com a possibilidade de ter que dividir com ele os frutos de seus esforços, Angélica (Drica Morais) resolve usar a fórmula para dar uma lição no ex-namorado. O plano parecia simples: recuperar a patente do seu estudo usando sua versão mais jovem, que recebe o nome de Afrodite (Luisa Arraes). Mas as coisas não saem como o esperado e ela acaba se envolvendo com o empresário, ao perceber que tem a chance de reviver seu grande amor.

Sem revelar sua descoberta para o mundo, ela vive dividida entre sua persona atual e a mais jovem, sem saber qual versão de si mesma pode ser mais feliz, tornando-se, de certa forma, sua própria antagonista. Enquanto isso, Ricardo, sem desconfiar de nada, se apaixona por ambas, se envolvendo em um atrapalhado triângulo amoroso entre as duas versões da mesma mulher.