close
EntrevistasExclusivasNovelaTelevisão

Entrevista: Talita Younan fala sobre carreira e sonho de ser vilã em “Malhação”

Talita Younan
Reprodução

A atriz Talita Younan, que estreou na televisão fazendo uma participação especial na novela infantojuvenil “Chiquititas” (de Íris Abravanel), atualmente em reprise no SBT, decidiu trancar seu plano B, uma faculdade de Comunicação Social, para correr atrás do objetivo de viver da sua arte, com o apoio da sua família.

— Eu comecei com 9 anos em Presidente Prudente. Com 15, já trabalhava profissionalmente na “Cia Mênades e Sátiros”. Fiz muita coisa no teatro, desde muito cedo. Já dei aula pra crianças, acredita? Com 18, mudei pra São Paulo e fiquei em cartaz com “O Mambembe” por um tempo. Lá, estudei na “Oficina de Atores” e “Célia Helena”. Foi lá também que fiz meu primeiro curso de TV e Cinema com o Fernando Leal e me apaixonei.

No ano de 2015, a atriz foi selecionada para viver Damarina na novela bíblica “Os Dez Mandamentos” (de Vívian de Oliveira), na Record TV. O sucesso da personagem foi tão grande que ela foi chamada de volta para a história, após a despedida da personagem. Sobre essa oportunidade, ela compartilha:

— Foi mágico. Damarina foi um presente. Ela era doce, delicada, romântica, totalmente diferente da Katarine (de “Malhação – Viva a Diferença”). Quando soube que ela iria para a segunda temporada, foi mais uma surpresa. Damarina foi muito amada e recebia só carinho das pessoas. Agora, a novela tá bombando em outros países, né? Não paro de receber notícias incríveis.

Com passagens por trabalhos como “Cala a Boca Já Morreu”, “Homens de Papel”, “Sítio do Picapau Amarelo”, “Para Viver Um Grande Amor”, “Separação”, “Vizinhos”, “A Fabulosa Viagem dos Três Marujos Matutos”, “Dona TPM”, “Quarto 203”, “Olhinhos”, “Selfie” e “As Surtadas”, ela também teve uma experiência impactante com o filme “Calvário”.

— Fiquei encantada. Cinema é hipnotizador. Quero muito fazer mais. Foi uma experiência nova e diferente. Uma personagem bem jovem, 15 anos e filha de uma transexual. Foi importante demais esse trabalho pra mim e vai ser também pro público.

Dois anos depois, Talita está bastante ansiosa para a estreia da próxima temporada de “Malhação”, subtitulada como “Malhação – Viva a Diferença”, que estreia na próxima segunda-feira (8). Ela divide o posto de vilã principal junto com Carol Macedo na trama, escrita por Cao Hamburger e dirigida por Paulo Silvestrini.

— Eu sempre quis fazer uma vilã e estou realizando esse sonho agora. Sempre quis e não imaginava que ia fazer tão cedo um papel assim. Quando recebi a notícia, fiquei muito feliz. Tive as informações meio avulsas. Ninguém sabia direito o que ia fazer. Tivemos um mês de preparação em São Paulo. Fizemos visitas na Cidade Tiradentes. Fomos aos shows de passinho. Estou me preparando bastante. A personagem é difícil e complexa.

Questionada sobre a relação da sua personagem, a dançarina de passinho romano Katarine, que é mais conhecida pelo peculiar apelido de K1, com suas duas melhoras amigas, que são a Keyla (Gabriela Medvedovski) e a Katiane (Carol Macedo), ela explica de forma mais detalhada a sua função na história juvenil:

— A Katarine é uma garota muito forte e determinada, que luta pelos seus objetivos. De personalidade difícil, faz qualquer coisa que for possível pra chegar onde quer chegar, mesmo que, pra isso, ela precise passar por cima de qualquer pessoa, fazer maldades, praticar bullying, corromper regras e ter atitudes estranhas/duvidosas. Katarine (K1), Katiane (K2) e Keyla (K3) eram um grupo, as mais populares da escola, melhores amigas desde sempre. Até que a Keyla engravida e aí começa a briga: nos separamos. Aterrorizamos a vida dela e das outras quatro meninas que viram as “bests” dela. Tivemos muito preparo juntas, viramos amigas de verdade. Fizemos aula de dança, pois Katarine, Katiane e Fio (Lucas Penteado) tem um grupo de dança também.

A nova fase da atração foge do estereótipo de vertentes amorosas, recurso manjado em praticamente toda produção audiovisual, pois o foco é a aproximação de Keyla com Benedita (Daphne Bozaski), Ellen (Heslaine Vieira), Heloísa (Manoela Aliperti) e Tina (Ana Hikari). Mas, será que Katarine possui algum ‘crush’ ou par romântico?

— Será? Ainda tenho poucos capítulos em mãos, por enquanto nenhum par romântico, mas, em breve, acho que deve chegar alguém, um alguém que vai ter bastante dor de cabeça pra colocar Katarine na linha. Ela gosta muito de paquerar.

Também questionada sobre a possibilidade de interpretar um perfil de personagem específico futuramente, Talita explica – durante sua entrevista exclusiva para o site Noticiasdetv.com – que sempre quis fazer uma vilã como a Katarine de “Malhação – Viva a Diferença”. Então, ela complementa sobre o que está por vir por aí:

Eu quero é fazer o que eu amo, personagens que sejam importantes para as tramas. Que eu possa esclarecer pensamentos, solucionar problemas, trazer verdade, conversar com as pessoas com meu trabalho e, de alguma forma, tocar quem me assiste, assim já vou ser muito feliz.

comentários

É proibida a reprodução integral ou parcial do conteúdo do site Noticiasdetv.com, sob pena de ação judicial por crime de violaçao de direito autoral, previsto na legislação internacional.
Tags : Malhação - Viva A Diferença