Resumo Semanal: Novela “Ribeirão do Tempo”: 20/04/2017 a 21/04/2017

Capítulo 034: Quinta-Feira: 20/04/2017

Joca procura Guilherme para conversar sobre Diana. Joca diz a Guilherme que Bill pode saber onde Diana está, já que ela o ajudou. Joca encontra Léia e avisa que eles vão procurar uma menina na floresta. Eleonora diz a Filomena que aturou mais do que devia e que não pretende recontratar Querêncio. Newton e Sílvio admitem terem ficado aliviados ao saber que Tião é, na verdade, uma menina. Zuleide diz a Carlos que quer que ele se afaste de Guilherme. Léia entra atrás de Joca na mata. Filomena conta sua história para Eleonora, que lembra de seu próprio passado em Ribeirão. Filó convence a madame a permitir que Querêncio termine de pintar o quadro. Léia quebra o salto e desiste de ajudar Joca a procurar Bill. Marta liga para Arminda e avisa que se Diana não aparecer até o fim do dia vai abrir um inquérito. Joca vê Bill e pergunta por Diana. Bill faz sinal para ele segui-lo. Filomena fala para Querêncio que se ele não terminar de pintar o quadro da madame Durrel, ela vai embora de Ribeirão. Bill aponta uma direção e indica a Joca que Diana pediu carona numa rodovia. Joca fala com um verdureiro, que conta que viu um menino pegar carona num caminhão. O caminhoneiro pergunta para Diana para onde ela está indo e acaba a prendendo na caçamba do caminhão. Diana fica assustada. Joca consegue uma carona para ir atrás do caminhão. Karina e Tito tomam sorvete no Agito Colonial. Filomena os serve, um tanto constrangida. Tito acusa Karina de ter ido ao Agito por pura maldade. Querêncio e Eleonora discutem mais uma vez. Teixeira tenta contornar a situação. Sancha diz a Léia que o professor Flores a usou e a dispensou, mas aconselha a amiga a se insinuar caso queira mesmo fisgar Flores. Zé Mário fala para Flores que já está na hora de partir. Joca vê o caminhão que está procurando, olha para o interior e percebe que não há ninguém. Diana está dentro da carroceria, desesperada.

Capítulo 035: Sexta-Feira: 21/04/2017

Diana grita de dentro da carroceria e Joca, finalmente, ouve. Joca tenta abrir a porta de trás, que está trancada com cadeado. O caminhoneiro se aproxima. Joca e o caminhoneiro lutam. Joca dá com a chave de roda na cabeça do homem, que cai, desacordado. Joca pega as chaves no bolso do caminhoneiro e salva Diana. Os dois pegam um ônibus e partem. Diana diz a Joca que não pode voltar para Ribeirão. Joca afirma que prometeu para Arminda que a levaria de volta. Arminda deixa claro para Bruno que se ele não conseguir recuperar o tempo perdido em relação às obras, ela vai ter que intervir na área dele. Teixeira vai até a loja de Karina e convida Célia para um passeio. Joca vai com Diana até o escritório de Arminda. Ele conta para executiva o perigo que enfrentou para trazer Diana. Zé Mário fala para Flores que não aceita assassinatos como forma de luta, mas garante que vai organizar uma reunião com os companheiros deles. Zé Mário parte. Flores lembra de Dirce e afirma que nunca vai esquecê-la. Diana tenta convencer Arminda a deixá-la fugir. Joca pede para Diana contar para ele e para Arminda a verdadeira história dela. Joca tenta encorajar Diana, dizendo que não vai deixar ninguém fazer mal a ela. Zuleide conta a Karina que Célia ficou conversando com um cara boa pinta e saiu. Tito fala para Virgílio que o movimento na pousada está ótimo, mas o faturamento está ruim. Virgílio afirma que vai melhorar. Virgílio liga para Nasinho e os dois marcam um encontro. Marta explica para Arminda que Diana fugiu da casa onde morava com uma tia algumas vezes e começou a andar com outros menores. A investigadora diz que a menina cometeu infrações e fugiu da casa de internação para onde havia sido encaminhada. Arminda pede para Ajuricaba mantê-la informada sobre o destino de Diana. Zé Mário sente um mal-estar. Joca vai até a sala de Arminda e pergunta como ficou a história de Diana. Arminda começa a chorar e Joca tenta consolá-la. Depois de transarem, Célia diz a Teixeira que vai pedir a separação. Arminda, que estava aninhada nos braços de Joca, de repente faz um cheque, dá ao detetive e o expulsa de seu escritório. Eleonora conta a Arminda que agora vai posar calada e Querêncio também vai permanecer em silêncio para evitar atritos. Joca entra em casa alheio, dá o cheque que recebeu para Léia e pede para a mãe descontá-lo. Flores diz a Nicolau que eles podem se encontrar assim que ele tiver se livrado de Zé Mário. Zé Mário sente dor ao dirigir e acaba batendo de frente contra um caminhão.