Rachel Apollonio é aposta da novela “O Outro Lado do Paraíso”

A blogueira fitness Rachel Apollonio é uma das grandes apostas da produção de elenco da próxima novela das nove da Rede Globo, “O Outro Lado do Paraíso”, escrita por Walcyr Carrasco, que está programada para entrar no ar a partir do dia 2 de outubro, sucedendo “A Força do Querer” (de Glória Perez) e antecedendo “O Sétimo Guardião” (de Aguinaldo Silva), sob a direção geral de Pedro Peregrino e a direção artística de Mauro Mendonça Filho. Ela foi convidada há alguns meses para substituir a atriz Bruna Marquezine, que vai interpretar a vilã de “Deus Salve O Rei” (de Daniel Adjafre).

Ambientada na cidade de Palmas, no estado do Tocantins, a história da novela “O Outro Lado do Paraíso” é centrada na disputa de duas famílias – uma pobre e uma rica – pela posse de uma mina de diamante no Parque Estadual do Jalapão. O par romântico principal é defendido pelos atores Bianca Bin e Rafael Cardoso, que vão ter suas vidas complicadas por causa das vilanias dos personagens dos atores Grazi Massafera e Sérgio Guizé. Os papéis maduros, por sua vez, são liderados por um trio forte, Glória Pires, Fernanda Montenegro e Marieta Severo, que terão núcleos com temas sociais polêmicos.

O elenco da novela “O Outro Lado do Paraíso” é formado até o momento pelos atores Ana Barroso, Anderson di Rizzi, Arthur Aguiar, Ary Fontoura, Bianca Bin, Caio Paduan, Fabíula Nascimento, Felipe Titto, Fernanda Montenegro, Flávio Tolezani, Eliane Giardini, Eriberto Leão, Erika Januza, Genézio de Barros, Glória Pires, Grazi Massafera, Igor Angelkorte, Juca de Oliveira, Juliana Caldas, Juliano Cazarré, Laís Pinho, Lima Duarte, Lucas Lucco, Luís Melo, Marcello Novaes, Marieta Severo, Nathalia Dill, Nathália Timberg, Rachel Apollonio, Rafael Cardoso, Sérgio Guizé, Tainá Muller e Thiago Fragoso. A produção possui previsão para encerrar sua exibição em maio do ano que vem.

É proibida a reprodução do conteúdo do site Noticiasdetv.com, sob pena de ação judicial por crime de violação de direito autoral, previsto na legislação internacional.