Resumo Semanal: Novela “Lágrimas de Amor”: 12/01/2017 a 13/01/2017

Capítulo 074: Quinta-Feira: 12/01/2017

Os agentes informam a Olga que José e sua família foram assassinados cinco anos atrás, Olga não compreende a informação, se altera e reclama com os agentes. Rômulo aproveita a confusão e escapa. Fora da residência Chavero, Patrício se preocupa ao ver que os agentes não saíram com Rômulo. Por rádio, os agentes informam que Rômulo escapou e pedem reforços. Olga se dá conta que por toda vida viveu sendo enganada por Rômulo. Rômulo pede a Marco que lhe consiga uma ajuda. Marco fala por telefone com um juiz. Aurora lhe toma o telefone. Eles discutem e decidem terminar seu casamento. Marco volta a se comunicar com o juiz. Julieta diz a Regina que o juiz Corona é quem está cuidando do caso de Edmundo. Olga, desesperada, quebra um espelho com as próprias mãos e fica sangrando. Consuelo lê uma revista para Inácio e pede que ele desperte. Ela o beija e Inácio move um dedo. Consuelo se alegra ao ver Inácio despertar. Marco informa Rômulo que não conseguiu apoio. Aurora expulsa Marco de sua casa. Na casa de Flor, Rômulo busca abrigo. Flor ouve pela televisão que estão procurando Rômulo. Ele a surpreende e Flor grita por ajuda. Rômulo cobre o rosto de Flor com uma almofada e a asfixia até que ela perca os sentidos. O advogado Torijas diz a Tonho que deveria eliminar Edmundo se quer que o ajudem. Na casa Chavero, Consuelo e Inácio se reconciliam. Edmundo diz a Regina que a única testemunha que pode ajudá-lo é Zaida. No pátio da prisão, Tonho pensa em cravar uma navalha em Edmundo. Eles brigam e caem no chão. Durante a briga Tonho acaba ferindo a si mesmo e o doutor chega para ajudá-lo. No escritório Ancira, Marco encontra um documento sobre a transferência de dinheiro de uma conta do escritório para uma no estrangeiro. Em nome de Augusto e Benjamin. Na enfermaria do presídio, Edmundo pede a Tonho que diga a verdade. Tonho se nega e morre. Em uma cafeteria, Augusto informa Rômulo que o escritório Ancira foi fechado. Augusto corre e Rômulo atira nele a distância. Mercedes diz a Érica querer que Regina seja madrinha da filha de Olga. Edmundo diz a Lucero que a única pessoa que pode ajudá-lo é Zaida, mas ela está desaparecida. No aeroporto, alguns agentes e Marco detém Benjamin e Augusto pelos desvios nas contas do escritório Ancira. Patrício pede a Raul que se cuide e adverte Regina e o restante da família que também o faça, já que Rômulo é um assassino perigoso. Regina encontra em seu celular uma mensagem de voz de Patrício.

Capítulo 075: Sexta-Feira: 13/01/2017

Patrício deixa a Raul um bilhete de despedida. Regina entrega ao juiz Corona a carteira que guardou por mais de vinte anos. Regina conta ao juiz Corona tudo o que ocorreu quando encontrou a carteira e o agradece. Regina comenta com Edmundo que o juiz Corona é o homem que perdeu a carteira que acharam antes de chegarem a capital. Em sua casa, Flor diz a um repórter sobre a tentativa de assassinato que sofreu por parte de Rômulo. Patrício esquece o celular no banco de uma igreja. Regina entra em uma igreja para rezar. Patrício volta em busca de seu celular e se encontra com Regina.