close
NovelaTelevisão

Novela “Amor e Morte” troca abolicionismo por imigração

rubem-fonseca
Foto: Reprodução

Antecipada para setembro desse ano, no lugar de “Novo Mundo” (dos autores-roteiristas Thereza Falcão e Alessandro Marson), a novela “Amor e Morte”, escrita por Alcides Nogueira e Bia Corrêa do Lago, com a colaboração de Tarcísio Lara Puiati e Bíbi Da Pieve, a partir do argumento de Rubem Fonseca, vai trocar a retratação do abolicionismo por um tema mais pertinente para os anos 20: a imigração ilegal de estrangeiros europeus. Para a história não ficar igual à da antecessora, o diretor do núcleo de dramaturgia da Rede Globo, solicitou uma mudança do ano de ambientação da trama e foi prontamente atendido.

Com isso, o folhetim dirigido por Jayme Monjardim não conta mais com personagens históricos como, por exemplo, André Rebouças, Joaquim Nabuco, José do Patrocínio e Princesa Isabel, em sua nova sinopse Mas, os protagonistas continuam os mesmos. A história gira em torno de dois personagens ficcionais, Inácio e Maria Clara. Eles formam um casal, que é obrigado a fugir da Europa para o Brasil por causa de uma armação. Com muita aventura e romance, esses persoangens também vão transitar por uma narrativa repleta de movimentações políticas, novas tecnologias, repressão feminina e tentativas de revolução. Nenhum ator está reservado no elenco.

comentários

É proibida a reprodução integral ou parcial do conteúdo do site Noticiasdetv.com, sob pena de ação judicial por crime de violaçao de direito autoral, previsto na legislação internacional.
Tags : Amor e Morte