Resumo Diário: Novela “Lágrimas de Amor”: 27/12/2016

Capítulo 062: Terça-Feira: 27/12/2016

Patrício se zanga ao ouvir Olga dizer a suas amigas que Sandra sai com Edmundo. Edmundo diz a Tonho que aceita entrar por completo no negócio de distribuição de medicamentos. No escritório, Augusto informa Rômulo que Patrício esteve revisando alguns documentos do arquivo privado. Rômulo ameaça demití-lo e Augusto suplica para que ele não o faça. Por telefone, Rômulo pede a Flor que se vejam. Patrício pede a Olga que respeite seu silencio já que não deseja falar sobre sua família. Lucero aconselha Julieta a conversar com Raul para saber se ele pode fazer algo sobre o assunto da loja. Na casa de Flor, Rômulo a presenteia com um anel e eles se beijam. Raul sente ciúme ao escutar Norma falar sobre Edmundo. Numa banca de revistas, Edmundo observa um jornal com uma foto da doutora Pastrana e lê que a encontraram morta. Por celular, Edmundo avisa Tonho que chegará tarde ao encontro que marcou com ele e os distribuidores de “pastilhas”. No escritório Ancira, Benjamin pede a Augusto que o ajude a conseguir emprego no escritório. Regina comenta com Lucero e Julieta que se encontrou por casualidade com Benjamin e ele a ameaçou. Na faculdade de medicina, um investigador pede a Edmundo que não saia da cidade, pois poderá ser chamado para declarar sobre a morte da doutora Pastrana. Os investigadores interrogam Edmundo sobre Tonho. Tonho manda Zaida atrás de Edmundo. Na faculdade de medicina, Edmundo mostra a Zaida o jornal com a notícia da morte da doutora Pastrana. Na loja, Raul diz a Lucero que Edmundo está saindo com Sandra. Edmundo chega a seu apartamento junto com Zaida. Tonho entra e reclama que o fez ficar mal, faltando no encontro que haviam marcado. Tonho parte para cima de Edmundo e tenta enforcá-lo. Edmundo consegue esquivar-se de Tonho e este o ameaça com uma navalha. Edmundo mostra a Tonho um jornal e diz que não quer seguir trabalhando com ele. O doutor Diaz realiza um ultrassom em Olga e vê que seu filho é um menino. Tonho ameaça Edmundo e diz que matará Regina se ele o delatar. Patrício diz a Olga que deseja que o segundo nome de seu filho seja Ivan. Olga aceita. Regina pede que Marina não permita que Benjamin as chantageie. Zaida escuta Tonho que, por celular, pede que o façam um favor. Edmundo diz a Sandra que ele precisa falar com alguém que o escute sem julgá-lo. Na residência Chavero, Raul diz a Patrício que agora é amigo de Lucero. Patrício se zanga. Edmundo conta a Sandra toda a verdade sobre ao que se dedica. Ela o sugere a ir a polícia e dizer o ocorrido com a doutora Pastrana. Raul pede assessoria de Patrício para ajudar Lucero e Julieta a não perderem a loja. Patrício nega apoio. Patrício diz a Raul que sente que o está traindo, pois segue muito próximo a Lucero. Edmundo e Sandra viajam em um carro. Uma moto se aproxima e dispara contra eles, ferindo Edmundo. Na rua, Edmundo e Sandra saem do carro e o abandonam. Inácio propõe que Regina deixe Julieta e Lucero viver com eles. Edmundo e Sandra pegam um táxi. Marco diz a Rômulo que o melhor para ele seria matar o juiz Corona. Raul comenta com Lucero e Julieta da discussão que teve com Patrício. Em uma farmácia, Edmundo mostra ao farmacêutico uma receita falsa e o pede diversos medicamentos. Por telefone, Edmundo pergunta a Zaida se Tonho foi quem mandou mata-lo. Olga garante a Rômulo que o filho que espera é um menino. Por telefone, Edmundo pede a Regina que o perdoe e afirma já ter deixado seu trabalho ilegal.