Resumo Diário: Novela “Escrava Mãe”: 02/12/2016

Capítulo 133: Sexta-Feira: 02/12/2016

Almeida encara Juliana e se aproxima da carroça onde ela está com Tito Pardo. Leôncio com ele e Mina mais afastada. Juliana sai da carroça e se volta para o menino. Juliana abre os braços para Leôncio, mas o menino sai correndo para o mato de novo. Juliana já corre atrás de Leôncio e se afasta, sob o olhar frio de Almeida. Kamau e Sapião ainda se olham, espantados. Teresa e Beatrice estranham e perguntam se os dois já se conheciam. Sapião fica sem palavras e Kamau procura esconder a emoção e diz que é novo por ali. Nestor e Irani continuam confusos diante de Guilherme que orienta que eles sejam renomados na vila, pois pagam impostos mais que os outros por causa do armazém. Quintiliano encara Filipa. Tomás e Violeta observam. Filipa surpreende Quintiliano com um abraço. Átila e Miguel caminham juntos, mas Átila sempre olha para trás, nervoso. Miguel assegura a Átila que comprou a liberdade dele e que ninguém mais vai persegui-lo. Átila diz a Miguel que sofreu muito no cativeiro e que não conseguiu achar sua filha. Maria Isabel tem uma mantinha nas mãos. Ela fala alto, querendo ser ouvida. Dorinha observa, escondida, por entre as árvores. Maria Isabel percebe sua presença, mas finge que não a viu. Leôncio surge correndo e assusta Maria Isabel que o repreende. Maria Isabel se interrompe, pasma, ao ver Juliana surgir, correndo atrás de Leôncio. Almeida está diante de Kamau, Teresa e Beatrice e pede para voltar uma outra hora para conhecer Leôncio. Kamau anda pela rua e encontra Sapião. Os dois se abraçam, emocionados. Sapião revela a Kamau que fez o que ele ordenou anos atrás, para salvar a menina e cuidar dela a vida inteira. Kamau diz a Sapião que ele já está um homem. Miguel é cercado por homens com facões e foices e Átila pede que o deixem em paz. O líder encara Miguel por um tempo, mas o deixa partir. Quando Miguel e Átila vão passando cautelosamente, um dos homens segura Átila que reage bruscamente e uma luta começa entre eles. Juliana abraça Tia Joaquina, ambas muito emocionadas. Sapião vem de fora e vê Juliana, ele se emociona e perde as palavras e sorri para Juliana. Os dois se abraçam, felizes. Almeida está em seu gabinete e estranha Maria Isabel de pé diante dele. Maria Isabel pede que Almeida trate a volta de Juliana ao engenho com rigor e que a coloque no lugar dela, para que evitem os erros do passado. Almeida concorda com Maria Isabel e diz que Juliana será tratada como uma escrava qualquer. Quintiliano conversa com Filipa e mesmo contrariada, aceita as condições do pai  em arrumar um pretendente. Dr. Pacheco e Guilherme conversam e Dr. Pacheco acha uma loucura que Nestor mesmo sendo um bom sujeito, esteja apto a um cargo na câmara. Kamau volta para o solar e Esméria pergunta por Catarina. Kamau pergunta por Juliana e Esméria diz que ela foi tratada como sinhá. Juliana agradece Beatrice por tudo que ela fez para ajudá-la. Teresa está nervosa diante de Almeida e diz que Juliana continuará sendo sua mucama e Almeida diz para Juliana ficar no engenho, que mantenha distância da casa-grande. Maria Isabel entra no quarto com Juliana, que parece tensa. Maria Isabel pede desculpas a Juliana. Juliana também pede desculpas para Maria Isabel. Maria Isabel abre o armário, e pega um pequeno punhal. Juliana fica tensa. Maria Isabel mostra os calendários ali marcados e diz que Miguel voltará arrependido e correrá para seus braços, e quando isso acontecer, terão uma segunda chance. Juliana fica surpresa diante da expressão firme de Maria Isabel com o punhal na mão.