close

Resumo Diário: Novela “Escrava Mãe”: 15/11/2016

escrava-mae

Capítulo 120: Terça-Feira: 15/11/2016

Na Câmara, Miguel está nervoso diante de Juliana. Almeida, Dr. Pacheco, o juiz de fora e os senhores ao redor. Almeida sugere que Juliana e Miguel sejam afastados definitivamente. Teresa acusa Maria Isabel de ter se envolvido com Almeida para ter um filho e acusa de ter matado tia Elza. As duas discutem arduamente e Teresa desfere um tapa no rosto de Maria Isabel. Quintiliano ameaça atirar em Osório para que solte Guilherme que foi acusado de ter matado o pirata Barbudo. Filipa chega sem deparar com Quintiliano, apontando uma arma na direção de Osório que rapidamente pega Filipa pelos cabelos. Loreto conversa com Ximena, Rosalinda chega e se enfurece ao ver a cena. Miguel tentam convencer Almeida a vender Juliana e propõe pagar mais que o valor da euforria. Beatrice é consolada por Tito Pardo e os dois se beijam. Após longa discussão, Osório liberta Guilherme da prisão. Almeida está pressionado diante de Juliana, Miguel e Dr. Pacheco. Almeida diz que não vai vender Juliana e alega que Teresa precisa da escrava. Catarina é levada por soldados e está diante do juiz e os senhores, Rebeca com ela, Almeida, Osório e Dr. Pacheco presentes. Almeida entrega alguns documentos a Catarina, que se espanta com o que vê. Almeida diz que Catarina foi vendida a ele a partir daquele momento, a condessa virava escrava dele. Catarina fica chocada. Esméria procura por Maria Isabel e lhe pede ajuda. Maria Isabel diz que quando ela mais precisou Esméria virou as costas. Esméria ameaça contar toda a verdade caso Maria Isabel não a ajude. Teresa vem de dentro e ouve a conversa e pede que Esméria conte toda a verdade. Catarina sai da câmara algemada e furiosa. Miguel e Juliana entram da sala e param diante do juiz, Dr. Pacheco e demais senhores. Almeida e Osório entram em seguida. Almeida diz que confia na justiça e enaltece que os senhores chegaram a um veredito. Dr. Pacheco diz que já tem a sentença e Juliana e Miguel imploram por clemência.

comentários

Tags : Escrava Mãe