Resumo Diário: Novela “A Gata”: 26/08/2016

http://noticiasdetv.com/
http://noticiasdetv.com/

Capítulo 010, sexta-feira, 26/08/2016

Esmeralda pergunta a Alicia porque ela a odeia tanto, já que não lhe fez nada e não é sua a culpa das mudanças que o Senhor Cantú fez. Alicia responde que ela é sim a culpada, apenas por ter aparecido por lá. Ernesto diz que Esmeralda é uma menina boa, que só quer trabalhar para se sustentar honestamente. Paulo pede a Mônica que o ajude a convencer seus pais para que aceitem Esmeralda. Mônica responde que não pode. Lorena pergunta a Paulo o que disse a Mônica que a fez chorar. Paulo responde que disse não poder amá-la, pois ama Esmeralda. Ernesto tenta beijar Esmeralda. Carolina chega e começa a insultar Esmeralda, dizendo ser a dona da empresa e ter todo poder para demiti-la. Esmeralda fala para a secretária de Cantú que Ernesto a demitiu e Carolina jurou que fará de tudo para que ela não consiga outro emprego. O Silencioso pede a seu advogado que não poupe gastos para encontrar sua filha. Augusto faz Paulo acreditar que aceita sua relação com Esmeralda e vai ajudá-la a conseguir trabalho. Paulo consegue um trabalho de vendedor, mas Augusto consegue contratar uns rapazes para que o assaltem. Virginia diz que Paulo está apaixonado por Esmeralda e se casará com ela. Lorena a esbofeteia. Rita insulta e maltrata Esmeralda por não levar dinheiro para ela. Ela diz que Esmeralda deveria procurar por um marido. Paulo diz a Esmeralda que tentou arrumar um emprego de todas as formas, mas não encontrou. Assim, não lhe resta mais remédio senão aceitar a oferta de seu pai e ir para os Estados Unidos.

É proibido copiar, reproduzir e reescrever, integralmente ou parcialmente, o conteúdo do site Notícias de TV, sob pena de ação judicial pelo crime de violação de direito autoral, previsto no código penal brasileiro e na legislação internacional. Os direitos referentes ao conteúdo publicado são integralmente reservados ao site em questão.

É proibida a reprodução do conteúdo do site Noticiasdetv.com, sob pena de ação judicial por crime de violação de direito autoral, previsto na legislação internacional.