Juliana Alves vai participar da série “A Vida Não É Justa”

http://noticiasdetv.com/
Foto: Reprodução / Matéria: Noticiasdetv.com

A atriz Juliana Alves, que viveu a periguete Valeska da novela “Babilônia” (de Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga) e está reservada para a novela “Sol Nascente” (de Walther Negrão), também foi convidada para participar da série “A Vida Não É Justa”, baseada no livro homônimo de Andréa Pachá, que estreia em julho dentro do “Fantástico”, em quatro episódios, sob a direção geral de Pedro Peregrino e direção artística de Ricardo Waddington. Antes chamada pelo nome de “Segredo de Justiça”, a série em questão mudou de nome, pois estava sendo confundida com a minissérie “Justiça” (de Manuela Dias). 

Ainda não foi divulgado qual episódio ela vai participar, porém, outro episódio, chamado “Mais Valem Dois Pais”, teve a sua sinopse divulgada. Tudo começa quando Cristiane (Natália Lage) pede para Emerson (Marcello Melo Jr), que é o seu melhor amigo, ficar de olho no seu filho recém nascido, Júnior (Gabriel Martins), até ela voltar de um compromisso. Contudo, a mãe não volta mais para buscar a criança. Por causa disso, Emerson é obrigado a registrar e criar Júnior como se fosse seu próprio filho. Anos depois, Cristiane volta com Túlio (Igor Angelkorte) para buscá-lo e Emerson se recusa a entregá-lo.

O elenco da série “A Vida Não É Justa” é formado pelos atores Ana Júlia Dorigon, Ângelo Antônio, Diogo Caruso, Edu Pinheiro, Felipe Camargo, Gabriel Martins, Gisele Fróes, Glória Pires, Guilherme Hamacek, Heloísa Périssé, Igor Angelkorte, Júlia Rabello, Juliana Alves, Marcello Melo Jr, Natália Lage, Nelson Freitas e Tonico Pereira. Alguns deles estão escalados para as próximas produções da emissora carioca, isso no segundo semestre do ano, após o término da exibição do projeto, como é o caso de Ângelo Antônio, Edu Pinheiro, Heloísa Périssé, Igor Angelkorte, Juliana Alves e Marcello Melo Jr. Outros estão se dedicando ao cinema nacional.

É proibido copiar, reproduzir e reescrever, integralmente ou parcialmente, o conteúdo do site Notícias de TV, sob pena de ação judicial pelo crime de violação de direito autoral, previsto no código penal brasileiro e na legislação internacional. Os direitos referentes ao conteúdo publicado são integralmente reservados ao site em questão.