Júlia Dalavia, Antônio Calloni e Drica Moraes formam triângulo amoroso na minissérie “Justiça”

http://noticiasdetv.com/
Foto: Reprodução / Matéria: Noticiasdetv.com

Os atores Júlia Dalavia (que viveu a personagem Maria Tereza na novela “Velho Chico”), Antônio Calloni (que viveu o personagem LC na novela “Além do Horizonte”) e Drica Moraes (que viveu a personagem Carolina na novela “Verdades Secretas”) vão formar um triângulo amoroso importante na próxima minissérie da Rede Globo, “Justiça”, escrita pela autora-roteirista Manuela Dias, que estreia dia 22 de agosto, após o término das olimpíadas brasileiras, no lugar da novela “Liberdade, Liberdade” (de Mário Teixeira e Márcia Prates), sob direção geral de Luísa Lima e Walter Carvalho, além da direção artística de José Luiz Villamarim, com exatos vinte capítulos.

A atriz Júlia Dalavia vai viver uma adolescente que vira uma prostituta rampeira após ser expulsa de casa pela própria mãe, que vai ser interpretada pela atriz Adriana Esteves. A personagem em questão, que vai ser interpretada pela atriz Letícia Braga durante a infância, em cenas de flashback, arruma então um cliente fixo, que é o político corrupto Antenor (Antônio Calloni), que, por sua vez, é casado com Vânia (Drica Moraes). O ator Cauã Reymond vai viver o assessor de Antenor. A descoberta dessa amante acaba sendo o ápice para que um crime passional ocorra e requeira resolução na justiça.

O elenco completo da minissérie “Justiça”, ambientada em Recife, é formado pelos atores Adriana Esteves, Ângelo Antônio, Antônio Calloni, Camila Márdila, Cássio Gabus Mendes, Cauã Reymond, Débora Bloch, Drica Moraes, Enrique Diaz, Giovana Echeverría, Igor Angelkorte, Jéssica Ellen, Jesuíta Barbosa, Júlia Dalavia, Leandra Leal, Letícia Braga, Luísa Arraes, Marina Ruy Barbosa, Marjorie Estiano, Pedro Lamin, Pedro Nercessian, Priscila Steinman e Vladimir Brichta. Esse time, considerado de peso, desembarcou no estado do Pernambuco, nessa semana, para dar início às gravações do projeto. Contudo, eles não vão aparecer simultaneamente no ar: é que a minissérie é dividida em quatro casos de justiça.

É proibido copiar, reproduzir e reescrever, integralmente ou parcialmente, o conteúdo do site Notícias de TV, sob pena de ação judicial pelo crime de violação de direito autoral, previsto no código penal brasileiro e na legislação internacional. Os direitos referentes ao conteúdo publicado são integralmente reservados ao site em questão.

É proibida a reprodução do conteúdo do site Noticiasdetv.com, sob pena de ação judicial por crime de violação de direito autoral, previsto na legislação internacional.