Marina Ruy Barbosa vai interpretar Isabela na minissérie “Justiça”

No ar na novela “Totalmente Demais” (de Rosane Svartman e Paulo Halm), que chega ao fim dia 28 de maio, a atriz Marina Ruy Barbosa vai interpretar uma personagem chamada Isabela na próxima minissérie da Rede Globo, “Justiça”, escrita por Manuela Dias, que estreia dia 22 de agosto, no lugar da novela “Liberdade, Liberdade” (escrita por Mário Teixeira e Márcia Prates), sob direção geral de Luísa Lima e Walter Carvalho, além da direção artística de José Luiz Villamarim, com vinte capítulos. Ela vai formar par romântico com o ator Jesuíta Barbosa e também vai ser filha da atriz Débora Bloch na história.

O elenco completo da minissérie “Justiça”, ambientada em Recife, é formado pelos seguintes atores: Adriana Esteves, Ângelo Antônio, Antônio Calloni, Camila Márdila, Cássio Gabus Mendes, Cauã Reymond, Débora Bloch, Drica Moraes, Enrique Diaz, Giovana Echeverría, Igor Angelkorte, Jéssica Ellen, Jesuíta Barbosa, Júlia Dalavia, Leandra Leal, Letícia Braga, Luísa Arraes, Marina Ruy Barbosa, Marjorie Estiano, Pedro Lamin, Pedro Nercessian, Priscila Steinman e Vladimir Brichta. Eles não vão contracenar todos juntos: há quatro diferentes histórias (com os seus respectivos protagonistas, antagonistas e coadjuvantes) que possuem duração de uma semana cada. Essas quatro histórias acabam se cruzando na justiça no final: há ligações.

Após emendar a novela “Totalmente Demais” (de Rosane Svartman e Paulo Halm) com a minissérie “Justiça” (de Manuela Dias), a atriz Marina Ruy Barbosa vai tirar longas férias da emissora carioca. O seu retorno à televisão está previsto apenas para 2018, na novela “O Sétimo Guardião” (de Aguinaldo Silva), mas ainda não há uma reserva considerada formal. Além dela, o autor-roteirista também quer trabalhar com os atores Alexandre Nero, Anitta, Chay Suede, Elizabeth Savala, Ísis Valverde, Lilia Cabral, Maurício Destri e Renata Sorrah. O folhetim em questão vai abordar o realismo fantástico rural, utilizado por ele na novela “Porto dos Milagres”.

É proibido copiar, reproduzir e reescrever, integralmente ou parcialmente, o conteúdo do site Notícias de TV, sob pena de ação judicial pelo crime de violação de direito autoral, previsto no código penal brasileiro e na legislação internacional. Os direitos referentes ao conteúdo publicado são integralmente reservados ao site em questão.