Resumo Diário: Novela “Chamas da Vida”: 15/04/2016

Capitulo 119, sexta-feira, 15/04/2016

Vilma diz que Ivonete está a cair no jogo de Carolina. Lourdes diz que Vilma mentiu e deu um teste a provar a esterilidade de Tomás. Lourdes diz que todos sabem que Vilma desviou dinheiro da fábrica. Vilma diz que Lourdes a enganou. Lourdes diz que era a única forma de se aproximar de Vilma. Vilma diz que Ivonete gosta de dinheiro e não do Tomás. Vilma assume que deitou fogo na fábrica e que Tomás sabia de tudo desde o começo. Lourdes avança para Vilma. Suelen afasta-se. Ivonete diz a Vilma que vai pô-la na cadeia. Ivonete chora e diz que Tomás é cúmplice de Vilma. Guga diz a Tomás que Ivonete o ama de verdade. Ele diz que Ivonete é uma golpista. António e Leo chegam com Beatriz ao apartamento de Andressa. Junior diz a Manu que sabe que foi ela que o atropelou. Ela pede desculpas. Vilma fica a saber que Beatriz foi resgatada novamente. Pedro diz a Carolina que veio explicar o que aconteceu entre ele e Michele. Ela diz que não sabe como explicar o que ele fez com ela. Tuquinha e Eurico dizem a Ivonete e Lourdes que elas devem deixar a investigação do incêndio na mão da justiça. Cazé diz que acha que foi Vilma. Telma diz que Vilma pagava a Leo para espiar as pessoas. Suelen engole em seco. Mercedes reage. Lourdes diz a Suelen para abrir os olhos. Carolina diz que não aceita a traição. Pedro diz que foi apenas um momento. Carolina diz que quem ama, não trai e manda-o embora. Vivi diz a Raíssa que está com medo que Lipe apareça e que ainda não decidiu se terá ou não o bebê. Vivi pergunta o que Raíssa faria se tivesse engravidado quando foi violada. Raíssa diz que os pais dela escolheram que ela tivesse o filho, mas por ela, não teria. Telma chama Junior para ir ao quarto dele. Ele fica nervoso. Roseclair diz que é estupidez Guilherme afastar-se de Michele, mas ele diz que tem medo de a contaminar. 

É proibido copiar, reproduzir e reescrever, integralmente ou parcialmente, o conteúdo do site Notícias de TV, sob pena de ação judicial pelo crime de violação de direito autoral, previsto no código penal brasileiro e na legislação internacional. Os direitos são reservados.