Após o término de “Sol Nascente”, Bruno Gagliasso vai protagonizar a novela “O Outro Homem”

http://noticiasdetv.com/
Foto: Reprodução / Matéria: Noticiasdetv.com

Atende pelo nome de “O Outro Homem” o título provisório da próxima novela das autoras-roteiristas Thelma Guedes e Duca Rachid, que vão debutar juntas no horário nobre da Rede Globo após o bom desempenho apresentado em “Joia Rara”. Sob a direção artística de Mauro Mendonça Filho, o folhetim em questão trata-se de um suspense policial que vai ser protagonizado pelo ator Bruno Gagliasso, que atualmente se prepara para os workshops de outra novela, “Sol Nascente” (de Walther Negrão, Júlio Fischer e Suzana Pires), na faixa das 18h. Ele vai participar ainda da série “Supermax” (de Marçal Aquino e Fernando Bonassi).

A novela “O Outro Homem” teve a sua estreia fixada para outubro de 2017 na faixa das 21h, que atualmente é ocupada por “Velho Chico” (de Benedito Ruy Barbosa, Edmara Barbosa e Bruno Barbosa Luperi). A produção em questão vai ser exibida na sequência de “A Lei do Amor” (de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari) e de “À Flor da Pele” (de Glória Perez), permanecendo no ar até abril de 2018, quando vai ser a vez de “O Sétimo Guardião” (de Aguinaldo Silva) entrar no ar. Depois deste último projeto, vai ser a vez de Walcyr Carrasco e João Emanuel Carneiro.

Além de Bruno Gagliasso, que atualmente está fixado como protagonista da novela “Sol Nascente” ao lado da atriz Giovanna Antonelli, na pele de Mário, um motociclista com descendência italiana que é filho de Vittorio (Marcello Novaes) e Loretta (Cláudia Ohana), além de irmão de Milena (Giovanna Lancellotti) e Giuseppe (João Cortês), o elenco da novela “O Outro Homem” também já conta com as reservas formais dos atores Marcelo Serrado (que atualmente vive o deputado corrupto Carlos Eduardo de “Velho Chico”) e Mouhamed Harfouch (que viveu o ginecologista ilegal Everaldo de “Verdades Secretas”). As reservas informais estão proibidas na emissora carioca.

É proibido copiar, reproduzir e reescrever, integralmente ou parcialmente, o conteúdo do site Notícias de TV, sob pena de ação judicial pelo crime de violação de direito autoral, previsto no código penal brasileiro e na legislação internacional. Os direitos são reservados.