Cléo Pires vai participar da peça teatral “Rio – O Musical”

Prestes a entrar no ar como a vilã Tamara na próxima novela das 19h da Rede Globo, “Haja Coração” (de Daniel Ortiz), que vai suceder “Totalmente Demais” (de Rosane Svartman e Paulo Halm) a partir do dia 16 de maio e anteceder “Sonha Comigo” (de Maria Helena Nascimento e Ricardo Linhares), a atriz Cléo Pires vai participar da peça teatral “Rio – O Musical”, que conta com a autoria de Geraldo Carneiro e a direção de Ulysses Cruz. Trata-se de uma mistura de ação e de comédia que possui estreia prevista para junho.

A peça teatral “Rio – O Musical” vai contar em seu elenco, além da atriz Cléo Pires, com os atores Bruno Fagundes, Cássia Kis Magro e Cris Vianna. Os demais nomes do time estão sendo selecionados através de audições organizadas pela produção do projeto, que já encerrou as seletivas para analisar os materiais dos candidatos. A história do espetáculo é uma homenagem ao que há de positivo no município do Rio de Janeiro: vai abordar a história da cidade, as suas belezas naturais, a sua diversificada cultura, os seus personagens icônicos e as suas músicas tipicamente cariocas. O autor-roteirista Geraldo Carneiro é o narrador da série “As Brasileiras”, que foi exibida pela Rede Globo em 2012.

Para quem ainda não está por dentro, a atriz vai viver uma praticante de Pick-Up Race na novela “Haja Coração”. Filha de Penélope (Carolina Ferraz) e irmã de Roberto (João Baldasserini), ela vive à flor da pele e provoca um acidente, escondida da família, perdendo a confiança de Adriana (Isabel Wilker), gerente do esporte e a sua melhor amiga. A personagem se envolve com Apolo (Malvino Salvador) e ajuda o irmão a mantê-lo afastado de Tancinha (Mariana Ximenes), já que o rapaz aposta com um amigo que consegue ficar com a moça. A mãe dela, por sua vez, se envolve com Henrique (Nando Rodrigues), melhor amigo de Beto.

É proibido reproduzir, reescrever ou copiar, integralmente ou parcialmente, o conteúdo do site Notícias de TV, sob pena de ação judicial pelo crime de violação de direito autoral, previsto no código penal brasileiro. Todos os direitos são reservados.