Letícia Colin terá envolvimento com Bruna Marquezine na série “Nada Será Como Antes”

Após viver Elisa na novela “Sete Vidas” (de Lícia Manzo e Daniel Adjafre) e Patrícia na novela “A Regra do Jogo” (de João Emanuel Carneiro), a atriz Letícia Colin vai dar expediente, a partir de setembro, na série Nada Será Como Antes”, escrita por Guel Arraes, João Falcão, Jorge Furtado e Mauro Wilson, que conta com a direção geral de Walter Carvalho e a direção artística de José Luiz Villamarim. O projeto fala sobre a história da televisão brasileira, utilizando, para tal, personagens que são fictícios.

A personagem dela é a atriz Júlia, filha do aristocrata Pompeu (Osmar Prado) e irmã do sedutor Otaviano (Daniel de Oliveira). A família da moça é alvo da vingança de Beatriz (Bruna Marquezine), uma cantora e dançarina de boate, aspirante à atriz, que deseja vingar a morte da sua mãe, sendo que os indícios da autoria desse crime apontam para Pompeu. Para destruir a família de Júlia, Beatriz seduz Otaviano e a deixa com ciúme do irmão. A vingadora passa então a seduzir a própria Júlia para colocar mais lenha na fogueira, formando assim um perigoso triângulo amoroso.

O elenco da série Nada Será Como Antes”, que vai ser exibida na sequência da novela Liberdade Liberdade” (de Mário Teixeira a partir do argumento de Márcia Prates) e da minissérie Justiça” (de Manuela Dias), é formado pelos atores Alejandro Claveaux, Bernardo Berruezo, Bruna Marquezine, Bruno Garcia, Cássia Kis Magro, César Mello, Daniel Boaventura, Daniel de Oliveira, Débora Falabella, Fabrício Boliveira, Igor Angelkorte, Jesuíta Barbosa, Letícia Colin, Murilo Benício, Osmar Prado e Virgínia Cavendish. Depois dela, em 2017, virão a minissérie Dois Irmãos” (de Maria Camargo), a novela O Que Nos Une” (de Lícia Manzo) e a minissérie Onde Está Meu Coração” (de George Moura e Sérgio Goldenberg). Para o ano de 2018, virá a minissérie “O Outro Lado da Lua (de Euclydes Marinho).

É proibido reproduzir, reescrever ou copiar, integralmente ou parcialmente, o conteúdo do site Notícias de TV, sob pena de ação judicial pelo crime de violação de direito autoral, previsto no código penal brasileiro. Todos os direitos são reservados.