Novela “Sol Nascente” vai substituir “Êta Mundo Bom”

Apesar de ter registrado o nome, a Rede Globo desistiu de usar “Arigatô, Amore Mío” como título da sua próxima novela das 18h, escrita por Walther Negrão, com a colaboração de Júlio Fischer e Suzana Pires, que possui estreia prevista para setembro deste ano, sob a direção geral de Marcelo Travesso e a direção artística de Leonardo Nogueira. Agora a sucessora de “Êta Mundo Bom” (de Walcyr Carrasco e Maria Elisa Berredo) e a antecessora de Anos Perdidos” (de Cláudia Lage) vai voltar a atender pelo nome de “Sol Nascente”, que foi o seu primeiro título provisório. O nome também já foi devidamente registrado.

O elenco da novela “Sol Nascente” é formado até o momento pelos atores Adriana Lima, Aracy Balabanian, Bruno Gagliasso, Caco Ciocler, Cláudio Mendes, Dani Suzuki, Emílio Orciollo Netto, Francisco Cuoco, Geovanna Tominaga, Giovanna Antonelli, Henri Castelli, Jean Pierre Noher, João Cortês, Josie Pessoa, Júlia Lemmertz, Juliana Alves, Ken Kaneko, Laryssa Dias, Laura Cardoso, Letícia Spiller, Marcello Melo Jr, Marcello Novaes, Miwa Yanagizawa, Mônica Carvalho e Rafael Cardoso. Os testes seguem em curso e a preferência é por atores com descendência italiana e japonesa, já que a história fala sobre imigrantes estrangeiros que moram no Brasil, mais precisamente em Angra dos Reis e em São Paulo. 

Os personagens principais vão ser defendidos pelos atores Aracy Balabanian, Bruno Gagliasso, Dani Suzuki, Francisco Cuoco, Geovanna Tominaga, Giovanna Antonelli, João Cortês, Júlia Lemmertz, Ken Kaneko, Marcello Novaes e Miwa Yanagizawa, que formarão parte das duas famílias centrais, sendo que uma delas é dona de uma padaria. Do grupo, a história se foca especificamente nos personagens dos atores Bruno Gagliasso (um motociclista italiano) e Giovanna Antonelli (uma brasileira). A personagem de Giovanna Antonelli é adotada pela família japonesa e essa foi a solução encontrada pela produção do folhetim para driblar a falta de atores japoneses de peso no país.

É proibido reproduzir, reescrever ou copiar, integralmente ou parcialmente, o conteúdo do site Notícias de TV, sob pena de ação judicial pelo crime de violação de direito autoral, previsto no código penal brasileiro. Todos os direitos são reservados.