Resumo Diário: Novela “Chamas da Vida”: 29/02/2016

Capitulo 087, segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Lipe põe Demoro no porta-bagagens e esconde o carro nas folhagens. Guga conta a Beatriz que levou uma bofetada na cara de Vilma. Ricardo conversa com Verônica e diz que a melhor coisa é falar com Arlete, porque ela está a investigar Vilma. Pedro encontra Carolina na produtora e eles iniciam um plano. Carolina olha disfarçadamente para o local onde está a escuta. Pedro pergunta se Carolina encontrou as placas da fênix em casa de Vilma. Vilma e Tomás ouvem e vêem Pedro e Carolina pelo notebook. Carolina diz a Pedro que Vilma ficou chateada quando a encontrou a mexer no cofre. Carolina diz que Vilma lhe pareceu bem sincera. Tomás e Vilma vibram. Pedro diz que eles voltaram à estaca zero. Carolina diz que Antônio é suspeito. Pedro e Carolina fingem uma luta. Carolina diz que eles precisam revistar o ferro-velho. Pedro diz que vai ter uma festa no ferro-velho. Vilma cai no plano de Pedro e Carolina e diz a Tomás que eles têm que ir à festa para ela colocar a placa da fênix no carro de Antônio. Xavier entra no ferro-velho e pergunta a Marreta quem é que está a patrocinar a festa. Marreta diz que eles tem autorização. Lipe aluga um quarto numa favela. Ricardo conta a Arlete que viu Vilma a conversar com Adeílson dois dias antes dele morrer. Arlete diz que ele tem que contar isto a Eurico. Ricardo fica tenso. Ivonete diz a Beatriz que não vê Tomás há já algum tempo. Antônio chega. Ivonete fica tensa. Beatriz diz que estava a falar umas verdades para Ivonete, que ela atrapalha a vida de Pedro e Carolina. Ricardo diz a Arlete que tem medo que Vilma se vingue dele e de Veronica. Lipe chega à pensão, onde tira um saco, uma corrente e alguns cadeados. Cazé bate à porta do quarto de Lipe. Ele esconde as coisas. Cazé diz que precisa de te ruma conversa séria com Lipe. Este diz que está ocupado. 

É proibido reproduzir, reescrever ou copiar, integralmente ou parcialmente, o conteúdo do site Notícias de TV, sob pena de ação judicial pelo crime de violação de direito autoral, previsto no código penal brasileiro. Todos os direitos são reservados.