Resumo Diário: Novela “Teresa”: 26/02/2016

Capítulo 105, sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Teresa, cínica, diz a Roberto que pelo bem de Mariano e Arthur não deve dizer nada ao amigo, pois Arthur poderia matar Mariano. Oriana escuta a conversa. Oriana, caçoando, diz a Teresa que está muito feliz por que logo ela estará bem e voltará ao lugar de onde nunca deveria ter saído. Aída, furiosa, diz a seu pai que outra vez ele mentiu, e completa dizendo que acreditava que a cadeia o faria outra pessoa, mas pelo jeito se enganou. Heitor adverte Rubens para que ele não se aproxime de Esperança, pois ela mesma já garantiu que não deseja voltar a vê-lo. Aurora diz a Rubens que já sabe que o parto de Esperança se adiantou porque ele discutiu com ela, que apesar disso o bebê nasceu bem, mas precisou ir para a incubadora. Heitor pergunta a Renan se ele está prevenido para brigar com Rubens, pois ele já disse estar disposto a brigar pela criança e por Esperança. Genoveva e Rubens discutem por que ela quer que o bebê se chame Paulo, mas Rubens não está de acordo. Heitor proíbe Mariano de voltar a entrar no quarto de Teresa, também porque logo ela estará de alta. Renan pede a Esperança que seja sua esposa, e ela aceita. Aurora diz a Aída que seu pai fez uma cena de ciúmes por Esperança sem nenhuma necessidade ou direito. Rubens e Genoveva dizem a Nico que o darão uma boa soma em dinheiro, mas em troca querem saber o quanto de envolvimento teve Teresa na morte de Paulo. Nico responde que não sabe nada. Aída diz a Genoveva que Rubens armou uma ridícula cena de ciúmes por Esperança e por isso o parto dela se adiantou. Oriana diz a Aída que descobriu algo contra Teresa e pensa em utilizar a informação para que Arthur desista de Teresa e mande a de volta a vila de onde saiu. Teresa, mesmo ainda com dificuldade de movimentação, se insinua para Fernando. 

É proibido reproduzir, reescrever ou copiar, integralmente ou parcialmente, o conteúdo do site Notícias de TV, sob pena de ação judicial pelo crime de violação de direito autoral, previsto no código penal brasileiro. Todos os direitos são reservados.