Resumo Diário: Novela “Chamas da Vida”: 26/02/2016

Capitulo 086, sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Pedro vai-se embora. Ivonete alisa a barriga e sorri. Lipe transtornado, altera a placa do carro e guia com Demoro no porta-bagagens. Pedro diz a Andressa que vai procurar Demoro em todos os hospitais. Lipe pára num sinal. Demoro faz barulho, dentro do porta-bagagens e uma senhora percebe o barulho. Vivi conta a Guga que Demoro desapareceu. Guga diz que vai fugir sem que Vilma o apanhe. Vilma escuta. Lipe percebe que tem a polícia atraz de si. Lipe finge que o carro avariou. O policia pede os documentos. Lipe tenta disfarçar a tensão. O policia diz que vai fazer uma revista ao carro e pede para ver o porta-bagagens. Lipe fica gélido. Cazé diz a Raíssa que estranha as visitas de Vivi a Lipe. O policia ouve o barulho de Demoro, dentro do porta-bagagens. Lipe bate com a chave de rodas na cabeça do policia, que morre de imediato. Lipe entra no carro e sai na direcção oposta. Os outros policia são atraídos pelo barulho e partem atrás de Lipe. Lipe foge. Leo conta a Telma que era o informador de Vilma. Os policias atiram sobre o carro de Lipe. Guga quer sair escondido, mas dá de caras com Vilma. Guga diz que Vivi está a precisar dele e ele vai encontrá-la. Os dois discutem. Vilma bate em Guga e tranca-o em casa. Lipe escapa da polícia. Ivonete liga para Tomás e diz que Pedro vai encontrar-se com Carolina na produtora para falar sobre Vilma. Ivonete diz que Carolina acusa Vilma para livrar Walter. Pedro chega com a pílula do dia seguinte para Ivonete tomar. Ivonete tenta enrolar Pedro, mas ela diz que vai tomar. Ele oferece um copo de água. Ela diz que não precisa. Pedro sai. Ivonete cospe o comprimido. Lipe pára o carro num terreno baldio. Ele tira Demoro de dentro do carro. Demoro pede para Lipe não lhe fazer mal. Lipe grita que Vivi é dele. 

É proibido reproduzir, reescrever ou copiar, integralmente ou parcialmente, o conteúdo do site Notícias de TV, sob pena de ação judicial pelo crime de violação de direito autoral, previsto no código penal brasileiro. Todos os direitos são reservados.