Emílio Dantas e Letícia Colin farão casal em “Os Saltimbancos Trapalhões”

Os atores Emílio Dantas e Letícia Colin, cujos últimos trabalhos foram, respectivamente, o Pedro da novela Além do Tempo e a Patrícia da novela A Regra do Jogo, foram escolhidos como protagonistas do filme de longa-metragem Os Saltimbancos Trapalhões – Rumo à Hollywood, que foi adaptado por Mauro Lima com base no musical homônimo de Charles Moeller e Cláudio Botelho, que, por sua vez, é uma releitura de uma peça teatral homônima de Sérgio Bardotti e Luís Enríquez Bacalov, que foi traduzida ao português pelo cantor Chico Buarque.

O elenco do filme de longa-metragem Os Saltimbancos Trapalhões – Rumo à Hollywood é formado até o momento pelos atores Alinne Moraes, Dedé Santana, Emílio Dantas, Letícia Colin, Lívian Aragão, Marcos Frota, Marcos Veras, Maria Clara Gueiros, Nelson Freitas, Rafael Vitti, Renato Aragão, Roberto Guilherme e Will Anderson. A maioria deles está conciliando as filmagens do projeto com as gravações de diferentes novelas e séries, como é o caso de Letícia Colin com Nada Será Como Antes e Rafael Vitti com Velho Chico, além de Lívian Aragão e Marcos Frota com Malhação – Seu Lugar no Mundo

O filme de longa-metragem em questão, assim como outros projetos, também será compactado como minissérie para ser exibido pela Rede Globo. A sua estreia na televisão está prevista apenas para janeiro de 2019, alguns anos depois da sua exibição no cinema. Na história, Emílio Dantas e Letícia Colin vivem, respectivamente, Frank e Karina, mocinhos que são infernizados por Tigrana (Alinne Moraes), a vilã do projeto. O enredo é ambientado nos bastidores de um circo, no qual Didi (Renato Aragão) e Dedé (Dedé Santana) lutam contra a ganância do Barão (Marcos Frota), que é dono do local das apresentações e pai de Karina. Para evitar o fechamento do circo, os dois convocam toda a sua trupe para lutar pela arte. A direção é de João Daniel Tikhomiroff.

É proibido reproduzir, reescrever ou copiar, integralmente ou parcialmente, o conteúdo do site Notícias de TV, sob pena de ação judicial pelo crime de violação de direito autoral, previsto no código penal brasileiro. Todos os direitos são reservados.